Edição 2163a

Carta ao leitor: raça corintiana

Por: Redação VEJA SP - Atualizado em

Carta ao leitor: raça corintiana - 2163a
O editor-chefe Alessandro Duarte e o designer Marcos Rogério da Silva: eles suaram a camisa (Foto: Veja São Paulo)

Esta edição especial de VEJA SÃO PAULO celebra uma instituição paulistana que completa 100 anos no próximo dia 1º de setembro. Criado no Bom Retiro por cinco operários, o Corinthians logo começou a conquistar legiões de torcedores. E é assim até hoje. Segundo pesquisa do Instituto Datafolha realizada em dezembro do ano passado, o Timão tem mais de 14 milhões de seguidores no estado — na segunda posição está o São Paulo, com quase 9 milhões. A missão de coordenar a revista ficou a cargo de dois corintianos, o editor-chefe Alessandro Duarte e o designer Marcos Rogério da Silva. “Foi um trabalho extremamente prazeroso, em que pudemos relembrar fatos marcantes da história do Timão”, afirma Alessandro. “Aprendi muita coisa”, conta Marcos Rogério. “Não sabia, por exemplo, que o distintivo do clube tinha sido criado por um ex-jogador.” Em suas 100 páginas, a edição traz episódios divertidos e curiosidades da história alvinegra. Sabia que a primeira ata do recém-fundado clube foi registrada no alto de uma palheta (chapéu usado por dândis no início do século XX), pois os corintianos não tinham papel? E que o presidente Vicente Matheus se fantasiou de mulher para tentar sair do Morumbi depois da vitória contra a Ponte Preta que acabou com o jejum de 22 anos sem títulos, em 1977? Tem muito mais. Fanático ou não, todo torcedor vai se sentir orgulhoso das glórias desse time que arrasta multidões.

+ Confira todas as matérias do especial 'Corinthians: Uma Paixão que se Renova'

Fonte: VEJA SÃO PAULO