Mistérios da Cidade

São Paulo é a capital dos remos

Raia olímpica da USP recebe tráfego intenso de caiaques, canoas e barcos a remo

Por: Maurício Xavier [com reportagem de Nathalia Zaccaro e Flora Monteiro]

Mistérios da Cidade 2258 raia USP
Raia olímpica da USP: 2.200 metros de comprimento, 100 de largura e 3 de profundidade (Foto: Cida Souza)

Na raia olímpica da USP, caiaques, canoas e barcos a remo navegam em paralelo ao tráfego intenso de carros da Marginal Pinheiros (nos horários de pico, chegam até a andar mais rápido). Com 2.200 metros de comprimento, 100 de largura e 3 de profundidade, ela está completando quarenta anos.

+ Cinco lugares para praticar esportes aquáticos

+ Esportes radicais: saiba onde praticar em São Paulo

Foi criada com a união de dois lagos que já existiam ali. Suas águas não se misturam ao contaminado leito do Rio Pinheiros. Diariamente, atletas e amadores se exercitam na raia em vários tipos de embarcação. Conheça algumas delas:

Mistérios da Cidade 2258 caiaques
(Foto: Veja São Paulo)

1. Caiaque polo

É ágil nas curvas, mas não alcança alta velocidade

2. Stand up paddle

O surfista rema em pé sobre a prancha

3. Caiaque turismo

Estável e fácil de conduzir

4. Caiaque olímpico

Muito instável e rápido

5. Canoa havaiana

O flutuador ajuda no equilíbrio

6. Caiaque oceânico duplo

Sob medida para longas travessias

7. Single skiff

Fixadas na lateral, as pás impulsionam o barco

Fonte: Vit Vanicek, árbitro internacional de canoagem velocidade e professor na raia

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO