Vaticano

A cura de um brasileiro que garantiu a canonização de Madre Teresa

O processo teve início em dezembro de 2008 após Marcílio Haddad Andrino sobreviver a uma grave infecção cerebral; cerimônia está agendada para o dia 4

Por: Mariana Zylberkan

Madre Teresa
Santinho de Madre Teresa: devoção (Foto: Stan Ronda/AFP)

A Praça de São Pedro, no Vaticano, será tomada no primeiro domingo de setembro, 4, por fiéis católicos de diferentes países para assistir à cerimônia de canonização de Madre Teresa de Calcutá, que morreu em 1997, aos 87 anos. Foi um milagre brasileiro. O processo teve início com o caso de uma cura incomum ocorrida na cidade de Santos, em dezembro de 2008.

O engenheiro Marcílio Haddad Andrino sofria de uma grave infecção cerebral. Internado no São Lucas, hospital particular do município do Litoral Sul, entrou em coma e chegou a receber a extrema‑unção de um padre. Para a surpresa dos médicos, que iam fazer uma cirurgia de emergência para tentar salvá‑lo, Andrino despertou do coma na mesa de operação. O procedimento acabou sendo cancelado e, um mês depois, o paciente recebeu alta. Prestes a completar 43 anos, ele leva uma vida normal, com poucas sequelas (perdeu um pouco da visão periférica e caminha com alguma dificuldade).

Padre Rizzi - Madre Teresa
Padre Rizzi: um dos responsáveis pela investigação do milagre (Foto: Davi Ribeiro)

Na segunda passada, 22, o engenheiro embarcou para Roma, acompanhado da família (a mulher, Fernanda Rocha, 42, e os filhos, Mariana, 6, e Murilo, 4). Na cerimônia de canonização, Andrino levará até Jorge Mario Bergoglio o relicário com um pequeno pedaço de osso retirado do corpo de Madre Teresa, o qual simboliza a capacidade dela de interceder para amenizar o sofrimento das pessoas. A preciosidade vai fazer parte do acervo de objetos venerados da Basílica de São Pedro. O evento deve atrair uma multidão para o Vaticano. Desde a beatificação da mãe dos pobres, ocorrida em 2003 no pontificado de João Paulo II, a adoração pela figura de Madre Teresa cresce no mundo inteiro.

+ Edson Celulari sobre a luta contra o câncer: 'Sigo firme e confiante'

Nascido em Santos, Andrino mudou‑se de lá em 2007 para trabalhar como pesquisador do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi), no Rio de Janeiro. Em outubro de 2008, recém‑casado, aproveitou as férias do novo emprego para rever parentes no Litoral Sul e relaxar um pouco, depois de meses sofrendo de um mal‑estar que lhe causava tonturas e dificuldade para manter o equilíbrio. A razão disso permanecia um mistério, mesmo depois de várias consultas.

Madre Teresa Andrino
Andrino com a mulher Fernanda: caso sem igual na literatura médica mundial (Foto: Reprodução/Facebook)

Durante a estada em Santos, o engenheiro teve uma convulsão forte e perdeu a consciência. Levado ao Hospital São Lucas, os médicos diagnosticaram o problema: focos de infecção bacteriana na massa encefálica. Por ser transplantado (recebeu um rim de um irmão aos 19), seu organismo perdeu parte da capacidade de imunidade e uma ferida na perna teria sido a porta de entrada das bactérias.

Ele tinha nada menos que oito abscessos no cérebro, como são chamados esses focos de infecção. O estágio da doença era quatro vezes mais avançado que o caso mais grave encontrado na literatura médica mundial até então. Mesmo depois de semanas de administração de antibióticos e corticoides, o problema não regredia.

Como se isso não bastasse, surgiu um quadro de hidrocefalia, que ocorre quando o organismo, em um processo de defesa natural contra as bactérias, passa a produzir mais líquor, o líquido responsável por regular a temperatura do cérebro e protegê-lo em caso de impactos. Quando isso acontece, o paciente entra em coma, pois o fluido comprime o cérebro contra a caixa craniana. Em casos assim, é preciso fazer uma arriscadíssima cirurgia de emergência para tentar drenar o excesso da substância.

Ao ver Andrino perder a consciência e entrar na UTI por causa da hidrocefalia, a família chamou um padre para lhe dar a extrema-unção. Horas antes da operação, em busca de conforto espiritual, sua mulher foi à paróquia onde eles se casaram, a mesma que costumava frequentar para rezar.

Lá, encontrou o padre Elmiran Ferreira Santos. Ele conta que havia acabado de ministrar uma missa na sede santista da Congregação das Missionárias da Caridade, irmandade criada por Madre Teresa em 1950 e atualmente com sedes ao redor do mundo. Em seu bolso, o religioso lembra que carregava o santinho recebido naquela tarde das mãos das freiras. Atrás da foto plastificada da beata havia uma oração e um pedaço de pano, peça que, segundo as devotas, fazia parte do hábito da mãe dos pobres. “Acalmei Fernanda e rezamos juntos, pedindo a intercessão da Madre Teresa”, conta o pároco.

reliquia de Madre Teresa
O santinho da “mãe dos pobres”: reza para a recuperação do paciente (Foto: Francisco Surian)

Enquanto isso, no hospital, Andrino era encaminhado ao centro cirúrgico. O neurocirurgião João Luis Cabral Júnior deu início aos preparativos do procedimento. Como o cateter usado nesse tipo de intervenção é caro, o próprio médico é quem fica responsável por buscar o apetrecho no armário de insumos. Quando voltou, cerca de dez minutos depois, deparou com o paciente acordado e sentado na maca perguntando onde estava. “Eu expliquei que ele seria operado porque estava com um problema muito grave, mas, já que havia despertado, eu iria abortar o trabalho”, revela Cabral Júnior.

+ Milagres: as histórias de pacientes que ficaram a um passo da morte

O médico o submeteu a uma tomografia que comprovou a regressão da hidrocefalia, apesar de os focos de infecção ainda estarem presentes. O doente voltou para um quarto normal do hospital e o tratamento à base de antibióticos continuou. Dessa vez, porém, os sinais de recuperação começaram a aparecer. Passados 45 dias, segundo Cabral, ele recebeu alta. “Não creio em milagres, mas acredito no poder da medicina”, afirma o neurocirurgião. “Vi tudo como uma recuperação de um quadro grave graças ao protocolo indicado para a patologia”, diz.

Madre Teresa - Cabral Junior
Cabral Júnior, que cuidou de Andrino (Foto: Davi Ribeiro)

Ele reconhece, no entanto, a surpresa com a cura. “Sobreviver a dois abscessos no cérebro é quase impossível. A oito, então, nunca havia acontecido”, completa o especialista, que apresentou o caso em um congresso nacional da especialidade realizado há cerca de três anos diante de colegas incrédulos.

O padre Elmiran observou de perto a recuperação do engenheiro e, alguns meses depois da remissão da doença, pediu ajuda a membros da comunidade católica da região para comunicar o possível milagre ao Vaticano. Demorou mais de sete anos para a Santa Sé resolver estudar o caso. Em junho do ano passado, uma comitiva enviada pelo papa Francisco desembarcou em Santos para aprofundar a investigação. Durante quatro dias, sob a coordenação do padre Caetano Rizzi, especialista em direito canônico, foi organizado o chamado Tribunal sobre a Causa da Bem-Aventurada Teresa de Calcutá na diocese do município. O objetivo era reunir testemunhos e documentos capazes de comprovar o “fato extraordinário”.

Madre Teresa Padre Elmiran
O padre Elmiran Ferreira Santos: alerta ao Vaticano sobre o fato incomum (Foto: Reprodução/Facebook)

A visita foi mantida sob sigilo e seus participantes eram obrigados a jurar perante a Bíblia manter segredo de tudo o que foi visto e falado. Além de Andrino e sua mulher, prestaram depoimento o padre Elmiran e três médicos, incluindo Cabral Júnior. Em um primeiro momento, o neurologista resistiu aos insistentes pedidos das freiras devotas de Madre Teresa para participar e relatar o tratamento no hospital. “Eu me neguei de imediato. Disse que não ia violar o sigilo médico. Para isso, elas teriam de obter autorização da família e do Conselho Federal de Medicina. Algum tempo depois, elas voltaram com os avais, e mesmo assim eu resisti.”

Outro apelo, esse mais íntimo, o convenceu a ceder. O especialista é seguidor da wicca, uma religião pagã que acredita em magia. O médico, portanto, tem uma crença bem distante dos preceitos católicos. Mas seu pai, João Luis Cabral, que havia sido padre jesuíta antes de se casar, convenceu-o a mudar de ideia. “Só decidi participar pelo amor que tenho a ele”, conta. Na Itália, os documentos foram analisados por peritos. A comunicação oficial de que a igreja reconhecia o milagre ocorreu em 17 de dezembro do ano passado, quando o papa assinou decreto de sua autenticidade, no mesmo dia em que completou 79 anos.

img569
A religiosa na cidade de Salvador, na visita que fez ao Brasil, em 1979: o trabalho com crianças carentes é reconhecido mundialmente (Foto: Agliberto Lima/Estadão Conteúdo)

A coincidência das datas não é vista como mero casuísmo pelos teólogos. Essa canonização é considerada emblemática para o pontificado de Bergoglio, voltado para a caridade e a aproximação dos pobres com a Igreja, valores muito presentes na trajetória de Madre Teresa. Ela ficou famosa por acolher miseráveis das ruas de Calcutá, na Índia. No lado oposto da corrente dos fiéis que acreditam em sua santidade, há críticos dedicados a provar uma faceta nada celestial da mulher que se tornou símbolo de bondade e vencedora do Prêmio Nobel da Paz em 1979.

A voz mais ouvida nesse sentido é a do jornalista britânico radicado nos Estados Unidos, Christopher Hitchens, morto em 2011. É de sua autoria o documentário Anjo do Inferno, no qual aparecem depoimentos acusando a congregação de Madre Teresa de maltratar os moribundos, relegando-os a esperar pela morte em ambientes sem higiene e sem tratamento adequado.

+ "Uber dos médicos" chega a São Paulo

A repercussão do programa, no entanto, não conseguiu abalar o prestígio da religiosa, tampouco a admiração em torno da figura dela. Sua canonização deve aumentar o número de seguidores dentro e fora da Igreja. No Brasil, há uma pequena parcela da congregação fundada por Madre Teresa, que se estima ter representação em 133 países e mais de 4 500 membros. Os fiéis se concentram em torno das casas religiosas Missionárias da Caridade, onde vivem freiras que usam o hábito branco com listras azuis, igual ao adotado pela beata. Um desses endereços fica em Cotia, na região metropolitana de São Paulo.

Madre Teresa João Paulo
Madre Teresa com João Paulo II (Foto: Luciano Mellace/Reuters)

A transformação da mãe dos pobres em santa é algo tão importante para a Igreja que o engenheiro de Santos figurou na última quinta-feira (25) como convidado de honra de um renomado congresso cristão realizado no balneário italiano de Rimini, famoso por ser a cidade natal do cineasta Federico Fellini. A palestra de Andrino sobre a própria trajetória de vida durou cerca de meia hora e encerrou a programação.

Muito aplaudido, ele contou que hoje em dia tem uma rotina normal. Ao sair do hospital, precisou de sessões de fisioterapia para recuperar os movimentos do lado esquerdo do corpo, que ficaram comprometidos por causa da convulsão. Seis meses depois, estava apto a retomar o trabalho no Inpi. No processo de recuperação, ouviu dos médicos que teria apenas 1% de chance de se tornar pai. O problema era uma consequência da grande carga de medicamentos que tomou no hospital. Em 2009, para a surpresa do casal, Fernanda descobriu que estava grávida de Mariana. “Recebi duas graças: a cura e o nascimento dos meus dois filhos”, afirma Andrino. “Sempre que olho para eles eu vejo a Madre Teresa.”

Madre Teresa Crianças
Festa na Índia em 2011: comemoração do 101º aniversário da beata (Foto: Rupak de Chowdhuri/Reuters)

Santa cronologia

Os fatos mais importantes relacionados ao processo da religiosa

Outubro/2008: Marcilio Haddad Andrino sofre uma convulsão forte e é internado no Hospital São Lucas, em Santos, onde é diagnosticado com oito abscessos no cérebro

Dezembro/2008: ele entra em coma devido a uma hidrocefalia e precisa ser operado às pressas. Para surpresa de todos, acorda na mesa de cirurgia. O procedimento é cancelado e Andrino fica mais um mês internado, recebendo um coquetel de antibióticos

Janeiro/2009: o paciente recebe alta e um padre da cidade, Elmiran Ferreira Santos, que acompanhou o caso, escreve carta relatando a história à Postulação da Causa de Beatificação e Canonização, no Vaticano

Junho/2015: por ordem do Vaticano, é instalado o Tribunal sobre a Causa da Bem-Aventurada Teresa de Calcutá na Diocese de Santos. O objetivo disso é comprovar o milagre com a ajuda de depoimentos

Dezembro/2015: o papa Francisco assina decreto em que reconhece a autenticidade do milagre de Santos

Setembro/2016: a cerimônia de canonização está marcada para o dia 4

  • Cartas da edição 2492

    Atualizado em: 26.Ago.2016

  • A poucos metros dos clientes, onze profissionais estudam mais de 500 produtos 
    Saiba mais
  • Veículos clássicos invadem o centro da capital na 14ª edição do evento 
    Saiba mais
  • Acrônimo faz referência a quarteto morto durante a Revolução de 1932
    Saiba mais
  • Próximo evento acontece no domingo (28), em Mogi das Cruzes 
    Saiba mais
  • Mirantes foram usados também por "marronzinhos" da CET 
    Saiba mais
  • Na segunda série de concertos Osesp Masp, pintura Menina com as Espigas estará no palco; ingressos custam R$ 50,00
    Saiba mais
  • Sem paredes nem vitrines, a lojinha fica no 1º subsolo da instituição
    Saiba mais
  • AMão do Povo Brasileiro, inaugurada na próxima sexta (2), é nova versão de mostra organizada por Lina Bo Bardi em 1969 
    Saiba mais
  • A Um Litro de Luz utiliza placas que captam a luz do sol e alimentam lâmpadas de LED colocadas dentro de garrafas PET
    Saiba mais
  • Instant Article

    Confira as novidades da semana do Terraço Paulistano

    Atualizado em: 1.Dez.2016

    Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos e empresários que são destaque na cidade
    Saiba mais
  • Adversários de Fernando Haddad na corrida eleitoral concentram o discurso nos pontos que consideram mais fracos da atual gestão
    Saiba mais
  • Área de 28 000 metros quadrados ainda sofre com sexo explícito, lixo e cheiro de urina 
    Saiba mais
  • Na 9ª edição, maior feira de jogos eletrônicos da América Latina espera atrair 300 000 pessoas
    Saiba mais
  • Wanessa Camargo, Bruno & Marrone, Maiara & Maraisa, entre outros artistas do estilo, procuram o profissional para ajudar na carreira 
    Saiba mais
  • A vida do primeiro homem a ganhar o MasterChef e os detalhes do restaurante que ele pretende abrir até o fim do ano
    Saiba mais
  • Instant Article

    As Boas Compras: produtos para voltar aos anos 80

    Atualizado em: 29.Ago.2016

    Brinquedos, almofada, brincos e outros objetos para reviver a década da extravagância
    Saiba mais
  • Italianos

    Des Cucina

    Rua Desembargador do Vale, 233, Perdizes

    Tel: (11) 3872 0050

    VejaSP
    2 avaliações

    Uma boa surpresa em Perdizes, bairro onde reinam botecos chiques. Os mesmos donos do quase vizinho bar Desembargador abriram esta caprichada casa italiana. A cozinha, com orientação do experiente Sergio França (ex-Italy), expede o ravióli de queijo mascarpone perfumado por raspas de laranja ao molho de manteiga e sálvia com pistache (R$ 52,00), a lasanha de massa fresca com camadas de mussarela e ragu de carne (R$ 48,00) e o brasato com polenta (R$ 58,00). Feche com o tiramisu (R$ 17,00), feito com quantidade justa de açúcar.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Italianos / Cantina / Trattoria

    uttina

    Rua João Moura, 976, Pinheiros

    Tel: (11) 3083 5991

    VejaSP
    2 avaliações

    Cuidada pelo casal de proprietários Filomena Chiarella e José Otávio Scharlach, a trattoria tem os melhores lugares no salão dos fundos, junto ao quintal com jabuticabeiras. O quarteto de antepastos — sardela, patê de ricota, berinjela desfiada e azeitona verde— é a indicação para começar (R$ 28,00). Feito na casa como todas as massas frescas, o nhoque (R$ 48,00) tem uma leveza extraodinária, que, vez ou outra, pode ser prejudicada pelo molho de tomate ácido. Se pedida foi uma carne, vá de cordeiro cozido com purê de feijão‑branco aromatizado por marcante quantidade de gengibre (R$ 63,00).

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Franceses

    Le Bilboquet

    Rua Vitório Fasano, 49, Jardim Paulista

    Tel: (11) 2615 1509 ou (11) 2615 1510

    VejaSP
    14 avaliações

    Com algumas trocas de chef no ano passado, teve sua cozinha abalada por essa movimentação nos bastidores. Em consequência, perdeu uma de suas três estrelas. Para recuperar a qualidade, trouxe de volta o francês Julien Mercier, que foi responsável pela inauguração da franquia de origem nova-iorquina. Com o retorno do chef, o padrão de qualidade voltou a subir. Com o toque do estragão, o lagostim grelhado ao molho bisque recebe a companhia de palmito pupunha e acelga chinesa (R$ 94,00). Os legumes grelhados acompanham o carré de cordeiro envolto em tapenade e ervas (R$ 95,00). Conhecido na França como crème caramel (R$ 22,00), o pudim de leite tem uma textura impecável.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Drinques

    NOH

    Rua Bela Cintra, 1709, Jardim Paulista

    Tel: (11) 2609 3673

    VejaSP
    7 avaliações

    Drinque ostentação, o space old fashioned (R$ 48,00) consiste em uma versão da clássica receita acrescida de água gasosa, que chega sobre um suporte com gelo seco. Servido somente às quintas, traz fatias de laranja que passam por um processo a vácuo no qual a bebida é injetada nelas. Complexo, não? Há sugestões mais simples, caso do dry elison (R$ 33,00), de gim, pepino, hortelã, limão e Martini Dry. Além de beber, o público animadinho aproveita para petiscar porções como a de boteco (R$ 41,50), que reúne dadinho de tapioca, pastéis e cestinhas de parmesão com carne-seca.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Bar-restaurante

    Ciao! Vino & Birra

    Rua Tutoia, 451, Paraíso

    Tel: (11) 2306 3541 ou (11) 2306 3561

    VejaSP
    2 avaliações

    O bar de alma italiana conta com uma concorrida varanda. Ali ou no salão apertadinho, pode-se investir em uma massa para o jantar ou ficar somente no petisco. Quem prefere a segunda alternativa tem à disposição frituras como a alcachofra recheada de mussarela de búfala e empanada, servida com tomates marinados e molho pesto (R$ 28,00, seis unidades). Dá para tomar vinho, pinçar maravilhas da extensa carta de cervejas ou beber apenas chope, o Jackpot Pilsen (R$ 14,00, 300 mililitros), produzido pela Blondine na cidade paulista de Itupeva.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Padarias

    Padoca do Maní

    Rua Joaquim Antunes, 138, Jardim Paulistano

    Tel: (11) 2579 2410

    VejaSP
    6 avaliações

    Passados quase dois anos da inauguração, a padaria que a chef Helena Rizzo abriu no comecinho de 2015 continua muvucada. São dois os motivos: primeiro, o salão de pegada rústica é bem pequeno, com pouquíssimos lugares na varanda; segundo, os pães da padeira Papoula Ribeiro estão entre os melhores da cidade. Há receitas robustas, como a baguette (R$ 6,00, 300 gramas), o rústico natural (R$ 14,00) e o de passas e alecrim (R$ 16,00). Quem dá sorte de conseguir uma mesa escolhe de um bolinho a itens para um café da manhã.

    Preços checados em setembro/outubro de 2016.

    Saiba mais
  • Museus

    Catavento Cultural e Educacional

    Avenida Mercúrio, s/n, Brás

    Tel: (11) 3315 0051

    14 avaliações

    Entre os dezoito museus administrados pela Secretaria de Cultura do Estado, o Catavento Cultural e Educacional, no Brás, é o mais visitado da capital. As escolas costumam bater cartão no museu educativo Catavento, mas o passeio também fica legal em família. Primeiro ponto para aproveitar: acorde cedo no sábado, dia em que a entrada é grátis. Quem chega lá por volta das 11 horas consegue as senhas para as oficinas mais interessantes do dia. Entre as atividades mais procuradas estão a parede de escada de 7 metros de altura e o estúdio de TV. no espaço Vida, monitores simulam expedições de pesquisa no oceano e abordam a teoria da evolução, de Charles Darwin, de um jeito que entretém adultos e crianças.

    Saiba mais
  • Três atores da Cia. Teatro da Conspiração revezam-se na peça A Princesa e a Costureira, adaptação do livro de Janaína Leslão. Com sensibilidade, a montagem conta a história de Cíntia, uma princesa prometida em casamento que se apaixona por Ishtar, a costureira que faria o seu vestido de noiva. Recomendado a partir de 6 anos. Estreou em 9/7/2016. Até 4/9/2016.
    Saiba mais
  • Mais de cinco décadas depois de estrear no cinema, o mítico thriller psicológico O que Terá Acontecido a Baby Jane? ganhou uma deliciosa versão para os palcos protagonizada por dois grandes nomes do teatro nacional. Eva Wilma e Nicette Bruno interpretam as irmãs Jane e Blanche Hudson, papéis que no filme de 1962 foram de Bette Davis e Joan Crawford, respectivamente. Na trama cheia de suspense e boas doses de humor, duas ex-atrizes que conheceram o sucesso dividem uma vida decadente, marcada por mágoas e ressentimentos. Jane, que só desfrutou a fama na infância, cuida da irmã, Blanche, presa a uma cadeira de rodas desde que um misterioso acidente interrompeu sua carreira de estrela hollywoodiana. É de Blanche, aliás, o dinheiro que sustenta o casarão em que elas vivem confinadas. Disposta a recuperar a fama de outrora, Jane traça um plano de vingança contra a irmã. É nesse embate entre as duas que surge espaço para que Eva e Nicette mostrem o talento construído ao longo de décadas na televisão, no cinema e, é claro, no teatro. Elas dominam os papéis com leveza, como se brincassem diante da plateia. Diretores do espetáculo, Charles Möeller e Claudio Botelho escalaram também duas ótimas atrizes mirins, Sophia Valverde e Duda Matte, que fazem Jane e Blanche ainda crianças, além de Rachel Rennhack e Juliana Rolim, que as interpretam na juventude. Licurgo Spínola, Nedira Campos e Teca Pereira completam o elenco afiado. O show, contudo, são Eva e Nicette. Estreou em 19/8/2016. Até 30/10/2016.
    Saiba mais
  • Tragicomédia

    Branco
    Sem avaliação
    O diretor ítalo-suíço Daniele Finzi Pasca é admirado por conceber imagens poéticas e de impressionante beleza, seja em megaproduções como seus trabalhos para o Cirque du Soleil e as cerimônias de abertura e encerramento dos Jogos olímpicos de Inverno de 2014, realizado na rússia, seja em espetáculos intimistas, caso de Donka – Uma Carta a Tchékhov, encenado por sua companhia em São Paulo em 2011. Pode-se, portanto, esperar agradáveis surpresas em Branco, que vem de uma elogiada carreira internacional para cinco únicas apresentações paulistanas (uma delas, um ensaio aberto). Com gestual elegante, a brasileira Helena Bittencourt e o holandês Goos Meeuwsen formam a dupla clown responsável por dar vida às pequenas histórias tragicômicas que compõem a narrativa apoiada em diálogos em português e eficientes recursos cênicos. De 1º a 4/9/2016.
    Saiba mais
  • Grandes nomes da cena independente nacional, como Tulipa Ruiz, Thiago Pethit e Tiê, foram revelados no Studio SP. Desde que a casa na Rua Augusta fechou as portas, em 2013, a saudade impulsionou quatro amigos a criar um festival de line-up balanceado entre o alternativo e o mainstream, o Coala. Em sua terceira edição, com investimento de 1 milhão de reais e expectativa de público de 8 000 pessoas, o evento hipster ganha pontos por valorizar atrações bem locais, como os DJs Tutu Moraes e Tamenpi, que fazem as honras nos intervalos, e o DJ Samuca, responsável por iniciar os trabalhos. Na sequência de shows aparece o cantor Silva com o disco Júpiter, lançado no ano passado. Ele investe numa vertente de pop eletrônico introspectivo e mostra faixas como a balada Eu Sempre Quis. A mineira Lila e Céu, que também acrescentou batidas eletrônicas às composições de Tropix (2016), como Amor Pixelado, entram depois. Duas atrações igualmente esperadas são Cícero, que contará com a participação de Marcelo Camelo no palco, e BaianaSystem, grupo de Salvador considerado uma das revelações do ano. A banda mostra as músicas do mais recente álbum, Duas Cidades. Para finalizar as dez horas de programação, Karol Conká, que esteve na cerimônia de abertura da Olimpíada Rio 2016, solta hits como Tombei, Gandaia e É o Poder. Dia 3/9/2016.
    Saiba mais
  • Mineiro de Boa Esperança, Nelson Freire não é de entrevistas e dificilmente sai de sua casa, no Rio de Janeiro. Aclamado internacionalmente pelo virtuosismo, o pianista de 71 anos impressiona desde a infância: aos 5, por exemplo, já conseguia tocar Mozart, Schubert, Brahms e outros compositores sem precisar da partitura. Aqui, serão dois programas. No primeiro dia, Freire interpreta obras de Bach, Brahms, Debussy e Chopin. O repertório do último tem Mozart, Beethoven, Dmitri Shostakovich, Alexander Scriabin e Chopin. Dias 30 e 31/8/2016.
    Saiba mais
  • Cerca de 240 fotografias encontradas no acervo escondido de Frida Kahlo viajaram da Casa Azul, na Cidade do México, para São Paulo, onde foram divididas entre o MIS e o Espaço Cultural Porto Seguro. No primeiro museu, cinco ambientes expõem desde imagens em preto e branco da família da mexicana, passando por retratos do seu corpo acidentado, até registros de amantes femininos e masculinos. A fascinação da artista por autorretratos é explicada, entre outras razões, pelas inúmeras selfies de Guillermo Kahlo, seu pai, que também integram a mostra. O passeio, porém, se dá em meio a um cenário extravagante que rouba a cena. Repleto de plantas artificiais e luzes neon, lembra mais o mundo infantil de Alice no País das Maravilhas do que ornamentos inspirados nas pinturas de Frida. Vans gratuitas levam os visitantes de hora em hora ao Porto Seguro, onde apenas 25 imagens são apresentadas. De 2/9/2016. Até 20/11/2016.
    Saiba mais
  • Comédia dramática

    Café Society
    VejaSP
    5 avaliações
    A vida é feita de escolhas — uma frase que pode muito bem resumir o “espírito” de Café Society, o novo trabalho do veterano Woody Allen, que chega ao 45º longa-metragem em plena forma. O diretor revisita a década de 30, mostrando os bastidores do cinema (eis um programa obrigatório para fãs) por meio do personagem de Steve Carell, um agente de estrelas de Hollywood. Na busca por um emprego, o simplório sobrinho dele, Bobby (Jesse Eisenberg), sai de Nova York e chega a Los Angeles com gana de botar a mão na massa. O tio, porém, descola para ele um cargo de mensageiro. Bobby, bom de papo e carismático, faz amizades e se encanta com a secretária Vonnie (Kristen Stewart), comprometida com um homem casado. Seja na esplendorosa fotografia do mestre Vittorio Storaro (O Último Imperador), na impecável recriação de época ou na jazzística trilha sonora, o filme leva a plateia a reviver uma era dourada com glamour, elegância e humor afiado. O desfecho, excepcional, deixa um nó na garganta e comprova que a maturidade de Allen lhe permite concluir suas tramas sem fazer concessões. Estreou em 25/8/2016.
    Saiba mais
  • Diretor dos dois Meu Malvado Favorito, Chris Renaud acerta novamente na sua nova animação. Pets — A Vida Secreta dos Bichos não tem um roteiro muito original nem piadas espertas para atender o público adulto. Contudo, fofura e graça transbordam dos personagens, e a criançada vibra por causa da aventura em que eles se metem. Protagonista da história, Max é o xodó de sua dona e, quando ela sai para trabalhar, o cãozinho vira um tagarela, assim como outros pets vizinhos, incluindo a cadelinha Gigi. Sim, uma premissa muito parecida com a de Toy Story, com a troca dos brinquedos pelos bichos. A rotina de Max, porém, sofre uma alteração radical quando um cachorrão peludo vem morar no mesmo apartamento. Duke, além de folgado e abusado, quer as atenções voltadas para ele e, num passeio com um dog walker, dá um jeito de Max ser capturado pela carrocinha. A partir daí, ambos vão conhecer o submundo de Nova York, habitado por animais maltratados e sob o comando de Bola de Neve, um coelho-vilão de aparência doce e personalidade forte que, não à toa, rouba a cena da bicharada. Estreou em 25/8/2016.
    Saiba mais
  • É promissora, instigante e contemporânea a premissa de Nerve — Um Jogo sem Regras, inspirado no livro homônimo, de Jeanne Ryan, lançado pela Editora Outro Planeta. A fim de dar uma sacudida na vida regrada, a jovem estudante Vee (Emma Roberts) decide entrar no jogo Nerve, uma competição proibida do submundo da internet. Os participantes são submetidos, via celular, a provas excêntricas (como beijar um estranho ou provar um vestido de festa numa loja caríssima) a mando dos “observadores”. Em caso de vitória, acumulam dólares. Aliada ao misterioso Ian (Dave Franco), Vee tenta vencer as provas. Protagonistas insossos e direção apática não dão conta de manter o pique inicial. Além disso, a trama se perde numa lição de moral que não combina com o espírito anárquico do jogo. Estreou em 25/8/2016.
    Saiba mais
  • Natureza

    Atualizado em: 26.Ago.2016

Fonte: VEJA SÃO PAULO