Política

Candidato à presidência, Eymael vai abandonar jingle na TV

Por: Nataly Costa, VEJA SÃOPAULO.COM

Com um patrimônio declarado de mais de 5 milhões de reais, o gaúcho radicado em São Paulo José Maria Eymael é o presidenciável mais rico do país. Para a próxima corrida eleitoral, Eymael afirma que vai deixar em segundo plano o seu famoso jingle, criado em 1985 para a candidatura à prefeitura. 

"Resolvemos deixar a música de lado este ano porque ela acaba se sobrepondo ao que é realmente importante", diz.  Ele  diz que vai deixar de usar a música "Ey Ey Eymael, um democrata cristão" na TV, mas não nas ruas. "Só temos 47 segundos no horário eleitoral e queremos focar no conteúdo, nas propostas".

O jingle é o maior sucesso da carreira política do candidato. Ao longo do tempo, ganhou versões em ritmo de axé, sertanejo e até milonga. 

Aos 74 anos, o ex-deputado e eterno candidato - pleiteou o cargo de prefeito de São Paulo duas vezes e está na quarta tentativa para ser presidente da República - está à frente do Partido Social Democrata Cristão (PSDC) e diz não se sentir incomodado com as críticas a respeito do seu dinheiro. "Sou abonado. Tudo que eu tenho consegui por causa do meu trabalho e isso não é nenhuma vergonha. Qualquer um pode querer ter 5 milhões também", disse. 

Formado em Direito, Eymael já foi executivo de duas multinacionais e tem uma empresa de relações públicas e organização de eventos, a Grunase, cuja sede é na casa da família, no Morumbi, Zona Sul de São Paulo. Um dos clientes é a prefeitura de Barueri. O candidato também é dono de um posto de gasolina na capital. 

Entre os bens declarados, possui uma aliança de brilhantes, um Mitsubishi Pajero, uma lancha, uma balsa salva-vidas e casas em Alphaville. "Já tive até barco maior, hoje tenho um pequeno. Já pensei em comprar um avião também, mas desisti para investir na minha casa. Me considero um homem simples. Viajo para Bertioga, faço supermercado, dirijo meu próprio carro, saio para comprar minhas roupas".

Na lista de presidenciáveis, depois de Eymael, o segundo mais rico é o tucano Aécio Neves, com 2,5 milhões de reais. Dilma Rousseff aparece em terceiro, com 1,7 milhão. 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO