Gastronomia

Bolinho de bacalhau é especialidade de três casas paulistanas

Bar do Luiz Fernandes; Café Machado e Academia da Gula se especializaram no salgado

Por: Priscila Zuini e Marcela Besson - Atualizado em

Bolinho de bacalhau já foi incorporado ao cardápio brasileiro
Bolinho de bacalhau já foi incorporado ao cardápio brasileiro (Foto: Mario Rodrigues)

Herança dos nossos colonizadores, o bolinho de bacalhau já faz parte do cardápio brasileiro. Se servido bem crocante e com muito recheio não há quem resista. No Bar do Luiz Fernandes, o quitute (R$ 3,00) chega à mesa cortado ao meio e banhado por azeite português. O Academia da Gula é um típico botequim lusitano e, além do bolinho (R$ 18,00, a porção com doze unidades), serve outros pratos com o pescado que podem acompanhar cerveja nacional ou importada. Outro endereço que é garantia de bons quitutes é o tradicional Café Machado, no Mercado Municipal. Aqui, o bolinho sai por R$ 2,50.

Fonte: VEJA SÃO PAULO