Bares

Nova unidade da Adega Santiago tem vista para a Marginal Pinheiros

A filial aberta no 4º andar do Shopping Cidade Jardim segue os moldes da matriz do Jardim Paulistano

Por: Fabio Wright - Atualizado em

adega-santiago-cidade-jardim
O ambiente de estilo rústico-chique: no 4º andar do Shopping Cidade Jardim (Foto: Mario Rodrigues)

Um dos templos do luxo na cidade, o Shopping Cidade Jardim ficou conhecido também por abrigar belas filiais de célebres restaurantes, a exemplo do italiano Due Cuochi Cucina e da churrascaria Pobre Juan. Agora, promete se tornar um lugar atrativo para beber e petiscar antes ou depois das compras e do cinema. Foi inaugurada no 4º andar do shopping uma nova unidade da Adega Santiago.

Já bem movimentada, a casa segue os moldes da matriz do Jardim Paulistano, com muita peroba de demolição nas paredes e no teto e estilo rústico-chique. Há alguns diferenciais: a vista aérea para um trecho da Marginal Pinheiros, um piso superior e, o mais bacana, uma varanda e um balcão de ostras (R$ 28,00; meia dúzia) de doze lugares, voltado para a área externa.

Para abrir o apetite, vão bem as tostadas, gostosas entradinhas montadas sobre fatia de pão português (R$ 16,00 a R$ 29,00; duas unidades). Três versões tentadoras são a de jamón serrano, figo e redução de vinho do Porto; a de chouriço e cebola caramelizada; e a de tomate e queijo de cabra. Outra dica para iniciar a noite é a vieira in natura marinada em azeite e limão e servida na própria concha (R$ 9,50).

No menu, receitas típicas de Portugal e da Espanha fazem a alegria dos casais e grupinhos acima dos 30 anos que compõem a clientela. A performance da cozinha, porém, ainda não atingiu o nível de excelência da matriz — o arroz de pato (R$ 58,00), por exemplo, carecia de sabor na visita do dia 17 de dezembro. Agradaram mais os frutos do mar à tasquinha (R$ 68,00), compostos de camarão-rosa, lula e polvo regados por azeite português e guarnecidos de batata ao murro e cebola refogada.

A seção etílica inclui chope (Stella Artois; R$ 7,80) e 180 rótulos de vinhos, armazenados em duas belas adegas com capacidade para 3 000 garrafas. Catorze deles são oferecidos em taça, como o interessante branco espanhol Abadal 2011 (R$ 22,00), elaborado com a uva picapoll na região da Catalunha, e o tinto Marqués de Tomares Crianza Tempranillo 2009 (R$ 28,00), da Rioja.

BEBIDAS ✪✪✪ | AMBIENTE ✪✪✪ | COZINHA ✪✪✪

Fonte: VEJA SÃO PAULO