Imóveis

Apartamentos de luxo têm vaga até para Ferrari

Unidades desafiam a crise com itens como estacionamento adaptado para carrões e preços que chegam a 40 milhões de reais 

Por: Ana Luiza Cardoso - Atualizado em

Alvaro Coelho da Fonseca
Álvaro Coelho da Fonseca e a maquete do One Sixty: salas com pé-direito de 6 meetros (Foto: Fernando Moraes)

O setor imobiliário da capital é um dos que mais sofrem com a atual crise. Com a retração da economia, o número de lançamentos vem diminuindo bastante nos últimos tempos. Entre janeiro e agosto, foram 11 368 unidades — redução de 33,8% na comparação com o mesmo período de 2010. Para desovar o estoque alto de produtos, multiplicaram-se os leilões de apartamentos, com descontos de até 40%. O único nicho de negócios da área no qual há boas notícias é o chamado segmento de alto luxo. “Ele se mantém praticamente estável”, diz Reinaldo Fincatti, diretor técnico e administrativo da Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), a principal consultoria do ramo. “O poder aquisitivo desse consumidor é tão grande que ele não vai deixar de comprar por causa da conjuntura desfavorável”, completa o especialista.

+ Pedestres são as maiores vítimas do trânsito em São Paulo

A prova de que essa teoria se aplica na prática é a safra de grandes empreendimentos do gênero que surgem na capital. A lista inclui edifícios como o One Sixty (Vila Olímpia), o Heritage (Itaim Bibi), o Onze 180 (Ibirapuera) e o Soul Jardins (próximo da Rua Oscar Freire), em estágios diferentes de construção. Somente o quarteto estrelado deverá movimentar um total de 1,2 bilhão de reais. Os apartamentos mais baratos custam 4,2 milhões de reais, mas os preços chegam a 40 milhões de reais em alguns casos.

Heritage
O Heritage, no Itaim: projeto do escritório Pininfarina (Foto: Divulgação)

+ Google agora vai mapear cemitérios

O One Sixty, que será erguido nos próximos meses pela Cyrela em um terreno de 5 650 metros quadrados da Rua Quatá, tem assinatura do estúdio inglês de design YOO, fundado pelos renomados Philippe Starck e John Hitchcox. O endereço, com entrega prevista para 2019, nasce com tratamento acústico em portas e janelas. O pé-direito da sala de cada um dos 55 apartamentos (de 270 a 585 metros quadrados e com preços de6,7 a 23,4 milhões de reais) será de 6 metros. “Queríamos fazer algo diferente dos padrões brasileiros”, diz Piero Sevilla, diretor de terrenos da Cyrela.

Outro empreendimento de porte no segmento é o Heritage (herança, em inglês), cujo lançamento será em novembro, na Rua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, no Itaim Bibi. O escritório de design Pininfarina, marca italiana responsável pelo desenho dos carros Ferrari, assina o empreendimento de linhas sinuosas, que ficará pronto em 2019. Terá 31 imóveis com no máximo 1 000 metros quadrados cada um, com preços entre 14 e 40 milhões de reais. Todas as unidades são entregues comportas blindadas na área social, vedação acústica e seis a oito vagas na garagem —que terá rampas que levam em conta o perfil baixo das Ferraris.

Four Season
Obras do hotel Four Seasons: unidades residenciais mobiliadas (Foto: Divulgação)

Álvaro Coelho da Fonseca, dono da imobiliária que leva seu sobrenome, se deu bem com esse movimento. Divide apenas com a corretora da própria Cyrela a exclusividade nas vendas do OneSixty e do Heritage. “São presentes para os quarenta anos da empresa”, comemora. Com 25% de queda de faturamento nos últimos cinco anos, ele observa que a comercialização não tem a mesma velocidade que exibia em 2010, quando tudo se esgotava em semanas. “Hoje, a expectativa é vender 70% em seis meses”, avalia.

+ André Frateschi vai comandar vocal do Legião Urbana

+ Galeria Metrópole é processada por bar e balada

A Coelho da Fonseca também comercializará a ala residencial do hotel Four Seasons, que terá 84 opções de 93 a 215 metros quadrados, ao preço de até 5,8 milhões de reais. Para Caio Miagusuku Samos, gerente comercial da Milênio Imóveis, parte dos investimentos atuais é consequência do período recente de prosperidade econômica. “Seria custoso para as construtoras deixar parados terrenos adquiridos em áreas nobres. Além disso, o interesse do público AAA permanece em alta”, explica.

180 Ibirapeura
Projeção do Onze 180 Ibirapuera: a primeira aposta de incorporadora no mercado AAA (Foto: Divulgação)

É a lógica por trás de apostas como a da incorporadora Fibra Experts, que lançará em novembro seu primeiro empreendimento de luxo, o Onze180 Ibirapuera, a poucas quadras do parque. Serão onze apartamentos (um por andar) de até 580 metros quadrados. Do topo da cobertura de um prédio assim (que custará em torno de 14 milhões de reais) quase não deve dar mesmo para ver a crise na paisagem.

Além davaranda gourmet

O perfl e característicasprincipais da novasafra de prédios

Assinatura de arquitetos famosos. O estilo neoclássico, apelidado de “bolo denoiva”, anda em desuso

Pé-direito alto,a partir de 3,20 metros

Hall privativo é obrigatório, mesmo que o apartamento não ocupe sozinho o andar

Acesso por biometria

Possuir de cincoa dez vagas de garagem

Vizinhança de sobrenomes sonoros. Se algum grande herdeiro ou empresário bem-sucedido adquire um apartamento, as outras unidades tendem a se esgotar mais rapidamente

 

 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO