Especiais

Ano Novo Chinês é comemorado em duas festas em SP

Apresentações musicais, de artes marciais, dança e queima de fogos animam entrada do Ano do Tigre

Por: Monique Paoletti - Atualizado em

São Paulo comemora o Ano Novo Chinês 2010 Foto 2
A típica dança do dragão (Foto: divulgação)

O ano novo chinês é no dia 13 de fevereiro, de acordo com as contas do calendário original. Mas em São Paulo a comemoração chegou antes e será no sábado (6). Na Praça da Sé, a programação é para 6 horas de festa com atrações como a Opera Wu, da província Zhejiang e até a escola de samba Mancha Verde, com 70 integrantes para animar o pessoal.

Na Praça da Liberdade, localizada no bairro mais chinês da capital, também não poderia deixar de rolar uma festança. São esperadas 200 mil pessoas para comemorar a entrada do Ano do Tigre (que significa uma época de abundância nas colheitas), conforme o horóscopo chinês. Apresentações musicais, de artes marciais e grupos de dança seguem até às 20h, quando acontecerá a queima de fogos.

Confira a programação de ambas as festas:

 

  • O ano novo chinês começa com muita comemoração dos paulistanos, afinal, São Paulo é a única cidade da América Latina a comemorar a data. Serão seis horas de festa na Praça da Sé, sábado (6), com atrações como a Opera Wu, da província Zhejiang e até a escola de samba Mancha Verde, com 70 integrantes para animar o pessoal. Programação (das 10h até 16h) • Abertura (autoridades chinesas) • Saudações (autoridades brasileiras) • Celebração da entrada do ano novo chinês – o ano do Tigre • Apresentação de artes folclóricas chinesas e brasileiras • Técnica de fazer macarrão chinês • Técnica de fazer guioza • Caligrafia chinesa • Corte de papel • Desfile de roupa tradicional • Ópera Wu • Pintura chinesa • Sessão gratuita de acupuntura • Dança do Dragão e do Leão • Kung Fu • Apresentação musical instrumental • Escola de Samba Mancha Verde • Encerramento
    Saiba mais
  • Considerado a cerimônia mais importante do calendário chinês, o Ano-Novo é uma festa tradicional no bairro da Liberdade, onde se localiza a maior colônia chinesa da cidade. Para celebrar o Ano da Cabra, a comunidade trará uma série de apresentações nos dois dias de comemoração. Entre elas estão o desfile do dragão e do leão, cuja fama é espantar os maus espíritos, a dança com mulheres em trajes típicos e a cerimônia da prosperidade, que conta com a explosão de fogos de artifício. Dezoito barraquinhas servirão pratos como yakissoba e guioza. Dias 21 e 22/2/2015. + Cinco motivos para não perder a festa
    Saiba mais

Fonte: VEJA SÃO PAULO