Memória

Corpo de Adib Jatene está sendo velado no HCor

O cardiologista faleceu na noite desta sexta (14) após sofrer um infarto. Personalidades como a presidente Dilma se pronunciaram sobre a morte

Por: Veja São Paulo - Atualizado em

  • Voltar ao início

    Compartilhe essa matéria:

  • Todas as imagens da galeria:

Morto na noite de ontem, sexta (14), após sofrer um infarto agudo no miocárdio, o cardiologista Adib Jatene está sendo velado no anfiteatro do edifício que leva seu nome, no Hospital do Coração. As homenagens ocorrem das 9h às 16h. O enterro está marcado para às 17h, no Cemitério do Araçá.

+ Conheça mais sobre a história do cardiologista

Familires e amigos, principalmente da comunidade médica, prestaram condolências. O ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha visitou o local logo de manhã. Afirmou: "Perdemos uma das figuras mais humanas que conheci na minha vida. Adib era respeitoso na defesa de suas opiniões, nas críticas, nos cuidados com seus pacientes e também quando brincava com suas engenhocas."

Fernando Haddad, José Serra e Paulo Skaf também foram ao HCor. Serra relatou: "Adib foi um grande homem público, um grande médico, uma grande pessoa. É uma perda muito grande para todos nós. Tive a oportunidade de sucedê-lo e sei da importância do trabalho dele no conjunto da saúde pública." 

Haddad também exaltou os feitos do profissional: "Para a colônia sírio-libanesa, perdemos o mais direto de nossos representantes. Desde pequeno ouço meus pais falarem da trajetória dele. Uma trajetória de décadas de espírito público, honradez, retidão, compromisso com a saúde."

Superintendente médico do HCor, Carlos Alberto Buchpiguel, lamentou: "É um momento de muita tristeza não só para o HCor mas para todo o Brasil, perdemos um grande líder." Assim como Skaf: "Sem dúvida, perdemos um grande brasileiro."

ADIB JATENE - FERNANDO MORAES
Adib Jatene tinha 85 anos: querido pela comunidade médica (Foto: Nelio Rodrigues)

Pronunciaram-se também por meio de nota ou pelas redes sociais outras figuras, como a presidente Dilma Roussef: "O Brasil perdeu nesta sexta-feira um dos seus filhos queridos. A morte do médico Adib Jatene deixa nossa Nação triste. Expresso meus sentimentos à viúva, dona Aurice, e aos filhos do casal: Ieda, Marcelo, Fábio e Iara."

Adib Jatene: "Diagnostiquei meu próprio infarto"

David Uip, secretário de Estado da Saúde, afirmou: "Eu era um admirador dele desde a época em que, além de dar aulas, mostrava o seu lado de homem de família que fazia questão de ver os jogos de vôlei em que eu e o seu filho, hoje o Doutor Fábio Jatene, participávamos no ABC paulista. Homem de princípios e sempre na vanguarda da defesa da saúde dos mais necessitados, o professor Adib foi fundamental para a consolidação do SUS em São Paulo e no Brasil. A saúde pública está em luto." 

O político Eduardo Jorge escreveu: "Dr. Adib Jatene, um príncipe da saúde no Brasil morreu hoje aos 85 anos e deixa um exemplo de vida num país que é quase um deserto de líderes admiráveis. O maior dos médicos brasileiros nas últimas décadas foi um humanista como devem ser todos os profissionais da saúde."

Fonte: VEJA SÃO PAULO