Política

Ação pede devolução de 15 milhões de reais desviados do Teatro Municipal

Processo foi impetrado pelo vereador Gilberto Natalini (PV) e lista nove investigados pela CPI da Câmara Municipal, que apura os contratos do órgão

Por: Sérgio Quintella - Atualizado em

Teatro Municipal
Teatro Municipal: contas na mira da CPI (Foto: Luiz Casimiro)

O vereador Gilberto Natalini (PV) entrou na quarta-feira (5) com uma ação civil pública na 11º. Vara da Fazenda Pública  para pedir a devolução de 15 milhões de reais que foram desviados do Teatro Municipal, cujos contratos são questionados pelo Tribunal de Contas do Município (TCM). 

+Haddad é investigado em ação que apura desvios do Theatro Municipal

A ação cita nove réus, entre eles, o ex-diretor José Luiz Herencia, que fez acordo de delação com o Ministério Público; o maestro John Neschlinge o prefeito Fernando Haddad (PT).

O escândalo veio a publico em dezembro de 2015, quando Herencia foi alvo de uma operação conjunta do Ministério Público  e da Controladoria-Geral do Município, que cumpriu mandados de busca e apreensão na casa dele. 

No processo, Natalini afirma que "não se tem notícia de que providências efetivas tenham sido tomadas para que os contratos irregulares firmados com o Instituto Brasileiro de Gestão Cultural (IBGC) e respectivos pagamentos fossem suspensos ou anulados. Até mesmo a manutenção do contrato com o IBGC causa estranheza".

“É preciso que todos os contratos sejam anulados e que os responsáveis pelas condutas ilegais relacionadas à Fundação Teatro Municipal sejam obrigados a devolver ao tesouro os valores que desviaram. Tudo com o agravante de que em nenhum momento a prefeitura tomou providência efetiva para garantir o retorno aos cofres públicos dos valores que teriam sido desviados. Isso é uma grande improbidade administrativa”, disse o vereador. 

 

Fonte: VEJA SÃO PAULO