Cinema

3 perguntas para o humorista Leandro Hassum

Ator encara seu primeiro protagonista no cinema com Até que a Sorte Nos Separe

Por: Miguel Barbieri Jr. - Atualizado em

Leandro Hassum
Leando Hassum: "Na minha casa sou o gastador e minha mulher segura as rédas nas despesas" (Foto: Divulgação)

Nascido na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro, Leandro Hassum, de 39 anos, ficou famoso ao interpretar vários personagens no humorístico Zorra Total, na Rede Globo. Hoje, ao lado do parceiro Marcius Melhem, estrela o seriado Os Caras de Pau, na mesma emissora. Em Até que a Sorte Nos Separe, comédia livremente inspirada no livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, do consultor financeiro Gustavo Cerbasi, Hassum assume seu primeiro protagonista no cinema.

+ Oito superestreias nos cinemas em outubro

VEJA SÃO PAULO — Como um livro de autoajuda se transformou num filme?

Leandro Hassum — O Cerbasi, autor da publicação, foi uma presença importante no projeto. Cheguei até a pegar algumas dicas com ele, por exemplo, quando estava querendo comprar uma casa em Miami. Gostei da adaptação, focando apenas em dois casais — um perdulário e um econômico. O equilíbrio é sempre necessário no fim das contas. Na minha casa, sou o gastador e minha mulher segura as rédeas nas despesas. Por ela não ser mão-aberta, conseguimos conquistar alguns bens. 

 

VEJA SÃO PAULO — Você encara sua relação com o Marcius Melhem também como um casamento?

Leandro Hassum — Ele é racional, estratégico. Eu faço o corpo a corpo com o comercial. Sou casado há 15 anos e faz 14 que tenho o Marcius como parceiro. É preciso estar sempre cercado de gente boa para crescer. Nunca tive atritos em casa nem no trabalho e jamais dormi sequer uma noite de mal com minha mulher... ou com o Marcius.

 

VEJA SÃO PAULO — Assim como o Ronaldo, você entraria para o quadro Medida Certa, do Fantástico?

Leando Hassum — Jamais! Não tenho a menor vontade nem pretensão. Acho que a pessoa deve estar feliz e saudável com seu corpo. Fui gordo a vida toda e nunca tive problemas com isso. De uns tempos para cá, emagreci 20 quilos, mudei meus hábitos alimentares e quero perder mais 15. Vou continuar gordinho, mas com saúde.

Fonte: VEJA SÃO PAULO