Baladas regadas a música latina ganham espaço na capital

Noite paulistana entrou na onda da trilha 'caliente'

“Deeespaaacito…” Já ouviu esse refrão? A canção-chiclete dos últimos meses, entoada pelos porto-riquenhos Luis Fonsi e Daddy Yankee, tomou de assalto rádios de países como Estados Unidos, México e Brasil. O hit faz parte de uma leva recente de músicas latinas de sucesso. Artistas acostumados ao topo das paradas, como Enrique Iglesias e Shakira, resgatam cada vez mais suas raízes com letras em espanhol.

Juntam-se a eles figuras novas, como o colombiano Maluma. O cantor já fez parceria, por exemplo, com Anitta, na faixa Sim ou Não, de 2016, cuja letra é metade em espanhol e metade em português. As baladas paulistanas também andam aderindo à trilha caliente. Mas esqueça boleros e afins: em geral, o repertório traz pegada pop, com foco principalmente em reggaeton, ritmo influenciado pelo hip-hop.

Vários endereços paulistanos vêm lucrando com a onda. Há quatro anos na ativa, o projeto itinerante Ai Caramba está popular como nunca. “Do começo do ano para cá, o número de seguidores da nossa página no Facebook subiu de 4 000 para 8 000”, diz o produtor Bruno Finotti. A folia bimestral passou a ser mensal, e o público médio cresceu de 300 para 450 pessoas.

O DJ Pancho Valdez: agenda cheia (Ricardo D'angelo//Veja SP)

Em março, o trio de amigos Diego Honorato, Leandro Amaral e Rafael Takano decidiu montar a CalleBaile Reggaeton. “A dona do espaço de eventos não acreditava muito no projeto”, afirma Takano. Na primeira noite, o clube Jongo Reverendo, na Vila Madalena, recebeu 500 interessados e houve fila de espera de três horas. “Agora, toda sexta estamos lá.”

O DJ boliviano Pancho Valdez é uma das figurinhas carimbadas em noitadas do tipo. “Toquei bastante durante a Copa de 2014”, lembra. “Mas o trabalho foi diminuindo a ponto de eu quase desistir da carreira.” Hoje, ele se apresenta, no mínimo, uma vez por semana. Rolam ainda baladas focadas na cúmbia, estilo menos pop mas não menos dançante. O centro Mundo Pensante, na Bela Vista, sedia a mensal Noche Latina, com a banda Quimbará.

Ai Caramba. Espaço 401, Bela Vista. Sábado (22), 23h. R$ 40,00 a R$ 70,00.

Bienvenidos Noche Latina. Z Palco, Pinheiros. Sábado (22), 22h. R$ 30,00.

CalleBaile Reggaeton. Jongo Reverendo, Vila Madalena. Sexta (21), 23h. R$ 30,00.

Cumbia. Tex Redneck Bar, Baixo Augusta. Neste domingo (16), 18h. Grátis.

Dale Reggaeton. Audio, Água Branca. Sábado (22), 23h. R$ 60,00.

Noche Latina. Mundo Pensante, Bela Vista. Dia 28, 23h. R$ 15,00 a R$ 25,00.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

  1. Ai Caramba é a melhor festa latina!
    Os DJs são maravilhosos e as pessoas são incríveis.