COMER & BEBER 2016/2017: rotisserias

Confira a seleção dos melhores endereços dessa categoria

A edição especial VEJA COMER & BEBER São Paulo reúne 200 endereços de comidinhas. Abaixo, a seleção das rotisserias.

Da Má da Lê: além de fofo, o lugar é ótimo. Há sugestões da entrada à sobremesa que vêm embaladas a vácuo, prontas para ser aquecidas em casa. Mas, se a ideia é um almoço rápido, basta sentar-se a uma das mesinhas e pedir que o prato seja esquentado na hora. Entre as possibilidades, estão a lasanha à bolonhesa (R$ 22,50) e o cozido da vó cida, de pegada caseira e que mistura carne bovina, costelinha defumada, paio, carne-seca, batata, batata-doce, abóbora e cenoura (R$ 19,20).

Il Pastaio: antiguinha, a casa continua preparando boas massas. Há nove variedades de lasanha, entre elas a de bacalhau (R$ 82,00 o quilo) e a de frango com cogumelos (R$ 72,00). No catálogo estão versões recheadas, como ravióli de alcachofra e ricota (R$ 69,00 o quilo), e também algumas simples, caso do fusilli enrolado a mão (R$ 60,00 o quilo). Para completar, basta escolher um molho entre bechamel (R$ 36,00), bolonhesa (R$ 37,00) e tomate com manjericão (R$ 36,00). Se a ideia é levar também uma entradinha, a casa assa gostosas focaccias, como a de tomate e a de cebola (R$ 11,50 cada uma). É só comprar e esquentar no forno.

La Vera Pasta: diante do balcão refrigerado, escolher o que levar pode ser uma tarefa difícil. Em porções para duas pessoas e embaladas a vácuo, estão boas escolhas como o ravióli de queijo brie com damasco e presunto cru (R$ 42,80), o nhoque de batata (R$ 31,90) e também o capelli de vitela com amêndoas (R$ 34,60) — esse último vai bem com molho de tomate fresco, vendido em vidro de 500 gramas (R$ 30,10). Outra parte da vitrine acomoda itens como antepastos e assados, entre os quais uma deliciosa carne louca (R$ 90,30 o quilo).

Mesa III

Mesa III

Mesa III: faz 21 anos que Ana Soares pôs a rotisseria Mesa III para funcionar. Quem frequenta o bonito espaço montado pela cozinheira sabe que suas receitas são ótimas, mas estão longe de ser baratas. Um exemplo é o tortelli de brie e pera seca (R$ 57,50; 500 gramas). Na contramão dessa tendência, a chef lançou em meados deste ano uma série de opções com preços mais convidativos. Assim, o fettuccine integral mais um pote de molho de tomate e outro de caponata, todos para quatro pessoas, sai a R$ 69,30. Antes, esse combo custava R$ 77,00. Sentiu falta da sobremesa? Prove o bolo de polenta com limão-siciliano e amêndoa (R$ 35,00, 500 gramas).

+ Os eleitos da VEJA COMER & BEBER 2016/2017

Pastagrano: antes de abrirem esta rotisseria das boas no Jardim Marajoara, Jorge Gamart e Jhonny Santos trabalharam juntos no restaurante italiano Pomodori. Mais recentemente, eles investiram numa filial em Perdizes, que revende as massas da matriz. Entre as pedidas estão nhoques de batata e de mandioquinha em pacote de meio quilo (R$ 22,00 e R$ 29,00, respectivamente) e, das recheadas, capelete de brie, aspargo e tomate-cereja (R$ 39,00, 400 gramas). Os molhos aparecem em potinho de 320 gramas, como o de tomate e manjericão (R$ 25,00).

Pastifício Primo: ao apostar na combinação entre massas de qualidade e preços razoáveis, Ivan Bornes transformou sua pequena loja em uma rede. Além das quatro paulistanas, foram abertas unidades em Jundiaí, Sorocaba e até em outros estados, como Bahia e Ceará. Em todas, há massas como ravióli de cordeiro (R$ 79,90) e um leve nhoque (R$ 40,90), tudo cobrado por quilo. Seja qual for a escolha, bastam três ou quatro minutos na água fervente para ficar pronto. Depois, é só adicionar o molho, em variedades como quatro queijos (R$ 55,90 o litro). Na hora do almoço, a casa serve pratos individuais prontos para quem procura uma refeição rápida.

Petit Comité Rotisserie: depois de 22 anos como banqueteira, Rita Atrib inaugurou esta pequena rotisseria para vender suas receitas. Enquanto ela cuida da cozinha, seu marido, Eduardo Reschiliani, fica a postos atrás do balcão para dar boas sugestões sobre o que levar. Dos sessenta itens disponíveis a cada dia, estão sempre presentes o peito de peru marinado em azeite, com cebola-roxa e ervas (R$ 100,00 o quilo) e o frango assado, bem temperado com alecrim e alho (R$ 80,00 o quilo). Os freezers guardam sugestões como a torta de camarão, que vem preenchida de crustáceos carnudos (R$ 98,00 o quilo).

Pissani: as lojas do uruguaio Carlos Pissani têm jeito de butique, com massas expostas como se fossem joias sob o vidro do balcão. Entre as versões, vendidas congeladas em bandejas de aproximadamente 500 gramas, estão o agnelotti de burrata com limão (R$ 89,80 o quilo) e o sorrentino de abóbora com mascarpone (R$ 99,80 o quilo). O pote com 330 mililitros do suave molho pomodoro sai por R$ 30,00. A unidade do Itaim Bibi promove degustações das massas, entre 11h e 15h, que custam entre R$ 25,00 e R$ 45,00.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s