Universidade Aberta à Pessoa Idosa ganha duas unidades na cidade

Projeto da Universidade Federal de São Paulo atenderá cerca de 200 alunos

Criada no ano passado por uma parceria entre a prefeitura e a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a Universidade Aberta à Pessoa Idosa acaba de ganhar duas unidades. O projeto, até então restrito ao Polo do Idoso, no Cambuci, foi expandido para dois câmpus da Unifesp, em Santo Amaro e na Vila Clementino, que devem abrigar cerca de 200 alunos.

A disciplina da história de São Paulo é uma das mais procuradas do programa. O curso da qual faz parte é gratuito e tem duração de um ano. Abaixo, algumas características da instituição:

› A média de idade dos alunos é de 64 anos

› Não é preciso encarar vestibular, basta inscrever-se em uma unidade para ser admitido

› As aulas ocorrem na parte da tarde, em dias de semana

› Uma cota de 10% das vagas é destinada a pessoas mais jovens que tenham interesse em trabalhar com idosos

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s