Quatro símbolos da cultura armênia na capital

Livro reconstitui o genocídio do povo no período do Império Otomano e relembra período de emigração dos povos armênios

A Ímã Foto Galeria, em Pinheiros, abriga até o fim de junho uma exposição de fotografias do livro O Poder do Vazio — Conversando com as Pedras na Armênia Histórica (Editora Aras Yayıncılık, 197 páginas, 150 reais), do fotógrafo Stepan Norair Chahinian.

Ele reconstitui o genocídio de 1,5 milhão de pessoas praticado pelo Império Otomano entre 1915 e 1923. Para escaparem da perseguição, milhares de habitantes locais emigraram para outras partes do mundo, inclusive São Paulo. Ao lado, alguns símbolos da cultura armênia por aqui.

– Inaugurada em 1975, a Estação Armênia, da Linha 1-Azul do metrô, homenageia a comunidade

– A Arquidiocese da Igreja Apostólica Armênia está localizada na Avenida Santos Dumont, no Bom Retiro

– Aberto em 1956 por uma família imigrante, o restaurante Dozza oferece pratos típicos e tem três filiais

– Na capital desde 1963, a União Geral Armênia de Beneficência realiza programas culturais e humanitários

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s