Parque da Água Branca: construção afeta lençol freático e mata carpas

Faz quatro anos que os dois tanques de carpas do Parque da Água Branca estão secos. Com o sumiço de 1 milhão de litros de água, seus 700 peixes morreram. Um inquérito do Ministério Público estadual mostra que a construção do edifício Reserve du Parc, em Perdizes, teria afetado o lençol freático das redondezas. Depois de muito bafafá, a construtora decidiu arcar com a responsabilidade e corrigiu parte do problema. Para a água voltar aos tanques, só falta a prefeitura autorizar os reparos no subsolo da Rua Ministro Godói. O pedido foi feito na última terça (18).

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s