Palácio dos Bandeirantes declara guerra aos cupins

Para acabar com os cupins que infestam as centenas de obras de seu acervo artístico, o Palácio dos Bandeirantes decidiu usar uma nova arma. Há dois meses, técnicos do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) encarregam-se do trabalho. Eles envolvem o objeto atacado numa redoma e injetam um gás dentro dela. O gás age durante vinte dias. Sem oxigênio, os insetos perdem água e morrem ressecados. Usado em museus como o Metropolitan, de Nova York, o método não agride a pintura das obras

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s