MuBE corre o risco de ser despejado pela prefeitura

Vinte anos atrás, o prefeito Jânio Quadros cedeu um terreno de 7 000 metros quadrados no Jardim Europa para que ali fosse construído o Museu Brasileiro da Escultura (MuBE), que seria inaugurado em 1995. Avaliada em 30 milhões de reais, a área está, agora, no centro de uma disputa. O MuBE, que conta com um acervo de dezessete obras – doze esculturas –, corre o risco de ser despejado pela prefeitura. “Não vejo o cumprimento de sua finalidade cultural”, afirma o secretário das Subprefeituras, Andrea Matarazzo. “Aquilo se transformou em um shopping de eventos, onde ocorrem lançamentos de produtos de luxo e desfiles de moda. “A presidente do museu, Marilisa Rathsam, garante que dali não sai. “Sempre lutei pelo MuBE e tenho certeza de que a Justiça estará do nosso lado”, diz ela.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s