Maramgoní mostra São Paulo com jeitão de filme noir

O artista plástico paulistano Maramgoní gostaria de ter vivido na São Paulo do passado. “Como não dá para voltar no tempo, realizo meu desejo nas telas que crio”, afirma. Foi o que fez ao retratar a região do Vale do Anhangabaú na década de 40 (acima). “Minhas referências são fotos de época. Nesta, a imagem trazia um lugar vazio e em preto e branco. Acendi as luzes e coloquei pessoas e carros.” Vinte telas do artista estão na mostra Uma São Paulo Noir, na Galeria Romero Britto (confira resenha na coluna Exposições). O nome é inspirado no clima sombrio dos filmes da década de 40.

Comentários
Deixe uma resposta

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s