Lago do Ibirapuera ganha cisnes brancos

Depois de três anos sem cisnes brancos, o lago do Ibirapuera ganhou sete novos habitantes na quarta (18). Eles viviam protegidos em um cativeiro no próprio parque. Para circularem com segurança e não terem o mesmo destino do macho roubado dali em 2005, os recém-libertos nadarão monitorados por microchips e terão anilhas de identificação nas patas, além de tatuagens no bico com as iniciais da prefeitura, PMSP. “Os cisnes brancos são de origem europeia e só se reproduzem uma vez por ano”, explica a diretora da divisão de fauna silvestre da Secretaria de Verde e Meio Ambiente, Vilma Geraldi. “Por isso são tão raros.” Com raízes na Austrália, os 150 cisnes negros que já viviam no lago se reproduzem duas vezes por ano.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s