Festival da Mantiqueira reúne autores e agita São Francisco Xavier

Festival da Mantiqueira — Diálogos com a Literatura agita de sexta (28) a domingo (30) a pequenina São Francisco Xavier, distrito de São José dos Campos

Iniciada em 2004 e logo transformada em êxito de público, a Festa Literária Internacional de Paraty provou que há no país uma demanda por eventos ligados às letras. Agora, um dos mais interessantes seguidores da Flip chega à terceira edição. O Festival da Mantiqueira — Diálogos com a Literatura agita de sexta (28) a domingo (30) a pequenina São Francisco Xavier, distrito de São José dos Campos localizado a 138 quilômetros de São Paulo e conhecido por suas belas montanhas e cachoeiras.

Dividida em duas tendas e um palco, a programação gratuita inclui mesas-redondas, apresentações musicais, atividades infantis e oficinas para professores e bibliotecários. De acordo com o coordenador-geral do encontro, André Sturm, a principal diferença em relação à Flip é o tamanho. “Não temos a pretensão de fazer uma megafeira, e sim algo mais intimista”, diz. “O fato de ser em um local pequeno facilita a convivência do público com os convidados. Você vai a uma padaria e um escritor está lá, tomando café.”

Prestes a completar 80 anos, o poeta maranhense Ferreira Gullar é o destaque da seleção. Gullar conversa com os visitantes no domingo, às 14 horas, sobre os clássicos Poe ma Sujo e Dentro da Noite Veloz. Também no domingo, mas às 10h30, a mesa intitulada “Biografias” reúne os jornalistas Guilherme Fiúza e Paulo Cesar de Araujo, com mediação do crítico de cinema Rubens Ewald Filho. No sábado, além do show do cantor Arnaldo Antunes, às 22h30, há o debate “Literatura e poderes”, entre o deputado federal Fernando Gabeira e os jornalistas Lira Neto e Arnaldo Bloch, às 17h30.

Para a tenda voltada aos estudantes estão confirmados, no sábado, João Carlos Marinho (autor do cultuado O Gênio do Crime), às 11h30, e o novelista e colunista de VEJA SÃO PAULO Walcyr Carrasco, às 15h30. No domingo, às 11 horas, passa por lá o jornalista Laurentino Gomes. Ele fala do best-seller 1808, sucesso também na versão para os jovens. “A linguagem dos livros didáticos é pouco amigável. Quando os adolescentes encontram um escritor com texto compreensível, ficam felizes”, afirma ele, que prepara para setembro o lançamento de 1822, sobre a Independência do Brasil.

Festival da Mantiqueira — Diálogos com a Literatura. Praça Cônego Antonio Manzi, São Francisco Xavier. Sexta (28), a partir das 17h; sábado (29) e domingo (30), a partir das 9h. Grátis. Programação completa em www.apaacultural.org.br.

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s