Clique e assine com até 89% de desconto

Ganhador de reality show culinário morre após contrair Covid-19

Chef estava internado desde o dia 17 de março

Por Redação VEJA São Paulo 25 mar 2020, 19h06

O chef indiano Floyd Cartoz, ganhador do reality culinário americano Top Chef Masters, morreu nesta quarta-feira (25), aos 59 anos. Seu teste para o Covid-19 deu resultado positivo no dia 18 de março, e o cozinheiro estava internado no hospital desde o dia 17 do mesmo mês.

Ele faleceu em Nova Jersey, nos Estados Unidos. Um comunicado foi divulgado pela empresa que administra sua rede de restaurantes no país. “É com imenso pesar que informamos a morte do chef, co-fundador do The Hunger. Ele deixa sua mãe Beryl, a mulher Barkha e os filhos Justin e Peter”, diz o texto. Cartoz ganhou a terceira edição do reality americano, em 2011.

Antes da infecção ser confirmada, o chef havia viajado para Mumbai, na Índia, e também passou por Frankfurt, na Alemanha. Um dia antes do seu exame para a doença ser confirmada, ele havia feito um post no Instagram relatando seus sintomas. “Eu estava me sentindo febril e como medida de precaução, fui ao hospital em Nova York”, disse.

View this post on Instagram

Sincere apologies everyone. I am sorry for causing undue panic around my earlier post. I was feeling feverish and hence as a precautionary measure, admitted myself into hospital in New York. I was hugely anxious about my state of health and my post was highly irresponsible causing panic in several quarters. I returned to New York on March 8th via Frankfurt

A post shared by Floyd Cardoz (@floydcardoz) on

  •  

    Continua após a publicidade
    Publicidade