Clique e assine por apenas 6,90/mês

Villa Country

(Desde 2002)

Tipos de Baladas: Country / Sertanejo

VejaSP:

Endereço: Avenida Francisco Matarazzo, 774 - Água Branca - São Paulo - SP ver no mapa

Telefone: (11) 38685858

Site: http://www.villacountry.com.br

Horário:

segunda-feira - Fechado

terça-feira - Fechado

quarta-feira - Fechado

quinta-feira 22:00 - Último cliente

sexta-feira 22:00 - Último cliente

sábado 22:00 - Último cliente

domingo 22:00 - Último cliente

Informações adicionais: Entrada (R$ 60.00) (1), Acesso para deficientes, Lugares/Capacidade total (5000)(1)Mulheres: R$ 20,00 (domingo), R$ 30,00 (quinta e sexta) e R$ 40,00 (sábado). Homens: R$ 50,00 (quinta, sexta e domingo) e R$ 60,00 (sábado).

Resenha por Carolina Giovanelli

É tarefa difícil encontrar uma boate na cidade que se compare à grandeza do Villa Country, reduto de fãs dos gêneros country e sertanejo. São 12.000 metros quadrados, que abrigam um lounge, um restaurante (aberto a partir das 20h) e duas pistas — uma reservada para grandes shows, no estilo dos saloons, e outra que reproduz uma praça para apresentações acústicas mais intimistas. Quando o convidado se mostra muito requisitado abre-se outro ambiente, onde cabem até 5.000 baladeiros. Durante as madrugadas de sexta e sábado, professores ensinam gratuitamente dancinhas típicas, executadas em sincronia pelos frequentadores mais assíduos. Chapéu, botas e camisa xadrez não são obrigatórios, mas vestem boa parte do pessoal.

    DOMINGUEIRA DO VILLA COUNTRY

    Aos domingos, a partir das 23h, dez bandas se revezam no palco tocando ao vivo sucessos do sertanejo. A folia encerra às 6h. Quem quiser fazer uma boquinha, tem à disposição o restaurante da casa, aberto a partir das 20h. Ingressos: R$ 50,00 (homens) e R$ 30,00 (mulheres).

    É tarefa difícil encontrar uma boate na cidade que se compare à grandeza do Villa Country, reduto de fãs dos gêneros country e sertanejo. São 12.000 metros quadrados, que abrigam um lounge, um restaurante (aberto a partir das 20h) e duas pistas — uma reservada para grandes shows, no estilo dos saloons, e outra que reproduz uma praça para apresentações acústicas mais intimistas. Quando o convidado se mostra muito requisitado abre-se outro ambiente, onde cabem até 5.000 baladeiros. Durante as madrugadas de sexta e sábado, professores ensinam gratuitamente dancinhas típicas, executadas em sincronia pelos frequentadores mais assíduos. Chapéu, botas e camisa xadrez não são obrigatórios, mas vestem boa parte do pessoal.