O futuro do Jockey

Gianfranco Vannucchi, Alexandre Daud e Liliana Sá, do escritório Konnigsberger Vannuchi, explicam que cara o empreendimento deveria ter

Um Jockey Club transformado em parque público, mas com prédios de escritórios e apartamentos, e a retirada de dois quilômetros lineares de muros. Esse é o sonho dos arquitetos Gianfranco Vannucchi, Alexandre Daud e Liliana Sá, do escritório Konnigsberger Vannuchi, co-autores de um projeto anunciado em 2017 pelo então prefeito João Doria, mas ainda sem o menor sinal de acontecer. Eles são os convidados do redator-chefe da Vejinha, Raul Juste Lores, para o episódio #23 do podcast SPsonha.

A negociação entre o poder público e a endividada instituição redesenharia uma área hoje subutilizada, cercada por avenidas transformadas em corredores de trânsito (mas inseguras para pedestres). Autores também do novo Sesc da Avenida Paulista e do Brascan Plaza (onde fica o Kinoplex Itaim), os arquitetos explicam que cara esse novo Jockey, como um empreendimento multiuso, deveria ter. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s