Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Duas novas mostras marcam os cinquenta anos do MAC

<em>O Agora, o Antes: uma Síntese do Acervo do MAC-USP</em> e <em>67 obras de Di Cavalcanti</em> inauguram o 7º andar da nova sede do museu

Por Livia Deodato Atualizado em 5 dez 2016, 16h10 - Publicado em 5 abr 2013, 19h38

Em comemoração aos cinquenta anos do MAC e em continuidade ao processo de ocupação do edifício do antigo Detran, se-rão abertas neste sábado (6) duas grandes exposições no 7º andar do museu. Em uma das alas, O Agora, o Antes: uma Síntese do Acervo do MAC-USP reúne 85 obras.

O curador Tadeu Chiarelli, ao lado de Cristina Freire, estabelece novos significados ao agrupar, por exemplo, a pintura Autorretrato (1919), do italiano Modigliani, e a colagem Autorretrato com Modernos Latino-Americanos e Europeus (2005/2010), de Albano Afonso. “”Enquanto Modigliani se retrata no centro do quadro como um herói, Afonso se mostra esfacelado no meio da própria arte””, diz. Em outro espaço, a curadora Katia Canton fez uma competente seleção de 67 obras do modernista Di Cavalcanti, na mostra intitulada Di Humanista.

No dia da abertura das duas mostras (6), o 8º andar do museu, onde em breve funcionará um restaurante com uma bela vista do Parque do Ibirapuera e arredores, será aberto para visitação.

Publicidade