Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Funcionários do Burger King estampam em letreiro do fast food pedido de demissão em massa

"Todos nós nos demitimos", diz a mensagem, que viralizou nas redes sociais

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 15 jul 2021, 11h29 - Publicado em 14 jul 2021, 16h38

Os funcionários do Burger King de uma cidade dos Estados Unidos chamaram atenção ao pedirem demissão em massa e reivindicarem melhores condições de trabalho: eles estamparam a decisão no letreiro da loja.

“Todos nós nos demitimos, desculpe a inconveniência”, dizia a mensagem. O caso viralizou nas redes sociais e ocorreu na cidade de Lincoln, no estado do Nebraska, na terça-feira (13). De acordo com o jornal The Washington Post, a demissão foi motivada pelas condições de trabalho precárias no local.

LEIA TAMBÉM: Startup cria aplicativo que simplifica e organiza processo de delivery

Cerca de nove pessoas pediram demissão. Cerca de sete pessoas já haviam pedido demissão, mas a empresa decidiu antecipar a saída de alguns deles depois do protesto. A gerente-geral da unidade, que também se demitiu, relatou sobrecarga de trabalho e falta de ar condicionado na cozinha, que causava mal-estar entre os empregados por conta do calor.

Por meio de nota o Burger King dos Estados Unidos afirmou que estava ciente da situação e que a unidade não atua de acordo com os “valores da marca”. O proprietário da franquia foi notificado para garantir melhores condições de trabalho.

Continua após a publicidade

Publicidade