Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Dupla Israel e Rodolffo é acusada de apologia ao estupro por música

Canção 'Dar uma namorada' foi lançada recentemente; sertanejo considerou as críticas um "exagero"

Por Redação VEJA São Paulo 22 nov 2021, 12h48

O último lançamento da dupla Israel e Rodolffo, “Dar uma namorada”, foi alvo de críticas nas redes nos últimos dias. A psicanalista Manuela Xavier iniciou a discussão ao postar um vídeo em seu Instagram em que afirma que a canção faz “apologia ao estupro”. O trecho da canção que ela se refere é o refrão: “Me atiçou, vai ter que dar uma namorada“.

View this post on Instagram

A post shared by Manuela Xavier (@manuelaxavier)

“Essa música, escrita hoje, em 2021, com a mentalidade de 1920, diz que se a mulher for estuprada, a culpa é dela, porque ela atiçou, porque ela provocou”, diz Manuela no vídeo. “Portanto, eu to aqui atiçando a indignação de vocês. Isso é não é admissível, isso não pode acontecer”.

Rodolffo Matthaus, ex-BBB e vocalista da dupla, respondeu ao post nos comentários. “Olha, primeiramente eu acho que você está exagerando nas observações”, disse o cantor. “Sou totalmente a favor da causa, estou com você! Agora vir criticar o meu trabalho induzindo as pessoas a pensarem que é uma música machista, não”, completou.

A música foi composta por Ciro Neto, Matheus Cott, Renato Campero e Thales Gui. O lançamento foi feito na sexta-feira (19) já conta com mais de 4 milhões de views no Youtube. Ciro Netto chegou a postar sua opinião nas redes, considerando as críticas “mimimi”.

Continua após a publicidade

+Assine a Vejinha a partir de 6,90.

 

Continua após a publicidade

Publicidade