Clique e assine por apenas 6,90/mês

Respeitada escola de culinária, Le Cordon Bleu chega a São Paulo

Atualmente em vinte países, a instituição francesa inaugurou a unidade paulistana no último dia 8

Por Redação VEJA São Paulo - 18 Maio 2018, 07h00

Uma das mais respeitadas escolas de culinária do mundo, com 35 liceus espalhados por vinte países, a francesa Le Cordon Bleu acaba de ganhar um braço paulistano, num moderno edifício na Vila Madalena.

A chegada à cidade é o resultado de uma joint venture com o grupo educacional Ânima, representado por Daniel Castanho. Para a inauguração, no último dia 8, veio direto de Paris André Cointreau, presidente da instituição.

Na capital gastronômica do Brasil, onde ser chef está em alta, certamente não faltarão interessados em ocupar uma das dezesseis vagas disponíveis para cada turma, apesar dos preços, que podem atingir R$ 141 600,00 pelo Grand Diplôme, que equivale à formação completa e tem duração de nove meses. Entre os instrutores estão o francês Patrick Martin, responsável pela implantação do curso, e Renata Braune, que estudou na escola parisiense na década de 90.

Le Cordon Bleu São Paulo. Rua Natingui, 862, Vila Madalena. Não tem telefone.

Continua após a publicidade
Publicidade