Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Tudo Sobre Cinema

Bruno Gagliasso: conheça os filmes, atores e diretores preferidos do ator

Protagonista de Joia Rara, Bruno Gagliasso gosta muito de cinema. Comprovei isso de perto quando, num evento em Florianópolis, ele, além de dar entrevistas sobre Mato sem Cachorro, fez questão de ver, em primeira mão e acompanhado da imprensa e dos exibidores, a cinebiografia Somos Tão Jovens, sobre Renato Russo. Também no Instagram, Bruno já […]

Por Miguel Barbieri Jr. Atualizado em 26 fev 2017, 23h35 - Publicado em 13 nov 2013, 20h45

Protagonista de Joia Rara, Bruno Gagliasso gosta muito de cinema. Comprovei isso de perto quando, num evento em Florianópolis, ele, além de dar entrevistas sobre Mato sem Cachorro, fez questão de ver, em primeira mão e acompanhado da imprensa e dos exibidores, a cinebiografia Somos Tão Jovens, sobre Renato Russo. Também no Instagram, Bruno já postou fotos de cenas ou das capinhas dos filmes que viu. Nesta seção Eu e o Cinema, o ator fala de seus atores e diretores preferidos e muito mais…

bruno-gagliasso

Quais são suas primeiras lembranças de cinema? Foi um privilégio da minha geração começar a gostar de cinema pelas mãos de Steven Spielberg. Lembro de ver, na Sessão da Tarde, E.T., dirigido por ele, e Os Goonies. No cinema, devia ter uns 9 ou 10 anos, quando assisti à trilogia De Volta para o Futuro.

Eram seus pais que te levavam ao cinema? Sim. Sou hiperativo e no cinema conseguia ficar calmo, focado no filme, quase hipnotizado.

Como começou a escolher seus próprios filmes? Embora sejam veículos diferentes, comecei pela televisão. Gostava de escolher os filmes que iria assistir e procurava aqueles que me interessavam não somente pelo conteúdo, mas também os que desafiavam a minha capacidade de adivinhar como uma cena era feita.

Algum astro te fez despertar a vontade de ser ator? Marlon Brando, uma grande inspiração. É ele quem me inspira todos dias a ser um ator melhor.

Tem algum filme preferido? Sou fanático pelo diretor John Cassavetes. Adoro todos os seus filmes, sobretudo Uma Mulher sob Influência, que é genial e desconcertante.

E seus diretores prediletos? Cassavetes, Tarantino, Woody Allen, Almodóvar. Cada um deles tem algo a me ensinar. Dos brasileiros, Fernando Meirelles, Walter Salles e José Padilha, que são grandes realizadores do nosso cinema. Dos mais novos, vi o trabalho do Kleber Mendonça Filho (O Som ao Redor), que me impressionou bastante.

Você é de seguir o trabalho de algum diretor? Woody Allen é um diretor que, por todas as suas referências, me interessa muito como ator. Gosto como constrói personagens e seu texto, que é meio psicanálise, coloca o espectador no divã.

Atores que são referência para você? Marlon Brando, James Dean e Johnny Depp.

Continua após a publicidade

Marlon Brando é o ator preferido de Bruno e sua maior referência

Marlon Brando é o ator preferido de Bruno e sua maior referência

Algum diretor com quem gostaria de trabalhar? Estou muito interessado no cinema argentino. Gostaria de viver a experiência de trabalhar com nossos vizinhos.

Alguém em especial que contracenou com você? Tenho sido muito privilegiado. Dividi cenas com Irene Ravache, Cleyde Yáconis, Luis Gustavo, Chico Anysio, Matheus Nachtergaele… A lista seria infindável. Não posso deixar de citar Marcos Caruso e Elias Gleizer.

Viu filmes sobre budismo ou algo do gênero para fazer Joia Rara? Sim. Para a construção de todos os meus personagens, me apoiei bastante no cinema. Para viver o homossexual Júnior, em América, vi Morte em Veneza, de Visconti. Para criar Timóteo em Cordel Encantado, me alimentei de John Malkovich em Ligações Perigosas. Em Joia Rara, a orientação da diretora Amora Mautner foi se inspirar na obra de Cassavetes. O foco de atenção solicitado por ela foi quanto ao despojamento e à naturalidade das atuações.

Gostou deste post? Então clique aqui e curta a minha página do blog no Facebook e tenha mais informações sobre cinema

LEIA TAMBÉM:

EU E O CINEMA COM MARIA CASADEVALL

EU E O CINEMA COM RENÉ SAMPAIO, DIRETOR DE FAROESTE CABOCLO

EU E O CINEMA COM A ATRIZ TUNA DWEK

EU E O CINEMA COM O CANTOR SERTANEJO LUCIANO

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)