Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Humberto Abdo (Maria Carolina Matheus da Silva) Terraço Paulistano Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.

Sergio K. cria camiseta polêmica e pede a petistas que deixem de segui-lo no Instagram

Depois de fazer a camiseta Uai We Can nas últimas eleições, o estilista Sergio K. investe em uma nova criação politicamente (in)correta. Ele lançou uma camiseta com a seguinte frase: “A culpa não é minha – eu votei no Aécio”. A peça custa 99 reais e é vendida pelo site da marca. Prevendo ataques por vender tal peça, […]

Por João Batista Jr. Atualizado em 26 fev 2017, 18h38 - Publicado em 12 fev 2015, 18h31
Sergio K., a camiseta e o tino para a polêmica: peça custa 99 reais (Foto: Reprodução)

Sergio K., a camiseta e o tino para a polêmica: peça custa 99 reais (Foto: Reprodução)

Depois de fazer a camiseta Uai We Can nas últimas eleições, o estilista Sergio K. investe em uma nova criação politicamente (in)correta. Ele lançou uma camiseta com a seguinte frase: “A culpa não é minha – eu votei no Aécio”. A peça custa 99 reais e é vendida pelo site da marca. Prevendo ataques por vender tal peça, Sergio foi bem claro em sua conta no Instagram: “Petistas, não percam tempo aqui com ofensas costumeiras. Apenas deixem de me seguir.”

Por que decidiu criar essa nova camiseta?
Quando voltei das festas de fim de ano, percebi muitas pessoas descontentes com a conjuntura política. Criar essa camiseta seria entender esse momento. As peças foram desenvolvidas em janeiro e, neste semana, começamos a vender pelo site. Ao todo, fiz um lote com 1 000 camisetas.

Nas eleições passadas, as camisetas Uau We Can foram usadas pelo próprio Aécio Neves, além de personalidades como o ex-jogador Ronaldo. Esperava tanta repercussão?
Jamais, recebíamos ligações de amigos, celebridades e do próprio partido do Aécio pedindo camisetas. Ao todo, 2 000 peças foram confeccionadas.

Teme receber represália de partidários da presidente Dilma Rousseff?
Na época da eleição, o país estava dividido. Agora, não está mais. Inflação alta, corrupção em diversas escalas, o câmbio lá em cima… Na verdade, a própria Dilma não se defende e está calada. Se ela não se defende, não tem porque as pessoas saírem em defesa dela.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Acesso ilimitado ao Site da VejaSP, diariamente atualizado.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Edições da VejaSP liberadas no App Veja de maneira imediata

a partir de R$ 12,90/mês