Imagem Blog

Terraço Paulistano

Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.
Continua após publicidade

Padre troca de lugar banco de madeira que atraía pedintes na praça da igreja dos Jardins

Entre a vizinhança da Nossa Senhora do Brasil, circulou a história de que eles incomodavam parte dos fiéis; pároco diz que mobília tirava foco de cruz

Por Humberto Abdo
Atualizado em 4 dez 2020, 09h18 - Publicado em 4 dez 2020, 06h00

No Jardim América, um banco de madeira assinado por Hugo França abalou a fé da elite paulistana na região da Praça Adolpho Bloch. Entre moradores e frequentadores da Igreja Nossa Senhora do Brasil circulou a história de que a peça foi transferida para outra área do gramado por atrair pedintes, que usavam o banco e incomodavam parte dos fiéis. A mudança foi feita a pedido do padre Michelino Roberto — segundo ele, o local original conta com “bonita cruz” e a nova mobília tiraria o foco sobre ela. “E não são moradores de rua, mas crianças que vendem balas no semáforo (e que usam o banco)”, explica. “É exploração infantil. Já denunciamos, mas isso é fruto da pobreza. Os moradores de rua aumentaram na pandemia, mas estão na Sé, que hoje parece um campo de refugiados.”

Em nota, a prefeitura disse que só soube do caso após o contato da Vejinha e encaminhou um pedido ao Conselho Tutelar. O perímetro da praça é monitorado pelo SEAS Pinheiros e, desde o mês de julho, três famílias foram abordadas na região e orientadas sobre os riscos e consequências do trabalho infantil.

Designer Hugo França reaproveita resíduos florestais para a produção de esculturas mobiliárias; banco na Adolph Bloch foi pago por moradores do bairro
Designer Hugo França reaproveita resíduos florestais para a produção de esculturas mobiliárias; banco na Adolph Bloch foi pago por moradores do bairro. (Hugo França/Divulgação)
Padre Michelino Roberto, responsável pela Igreja Nossa Senhora do Brasil.
Padre Michelino Roberto, responsável pela Igreja Nossa Senhora do Brasil. (Reprodução/Reprodução)

Publicado em VEJA São Paulo de 9 de dezembro de 2020, edição nº 2716.

+Assine a Vejinha a partir de 5,90

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.