Imagem Blog

Terraço Paulistano

Notas exclusivas sobre artistas, políticos, atletas, modelos, empresários e pessoas de outras áreas que são destaque na cidade. Por Humberto Abdo.
Continua após publicidade

Ator paulistano vive Shrek em musical na Grécia

Um paulistano na pele do ogro Shrek em um musical encenado em Atenas? A história parece fantasia, mas é real. Jef Maarawi nasceu em São Paulo só aos 6 meses se mudou para a Grécia. “Meus pais têm origem grega”, conta ele. “Morei no Brasil apenas entre 2000 e 2002. Hoje moro sozinho por lá. Meus […]

Por João Batista Jr.
Atualizado em 26 fev 2017, 15h40 - Publicado em 10 jul 2015, 14h01
Jef Maarawi na pele de Shriek grego: vai tentar carreira em Hollywood (Foto: Arquivo Pessoal)

Maarawi na pele de Shriek grego: vai tentar carreira em Hollywood (Foto: Arquivo Pessoal)

Um paulistano na pele do ogro Shrek em um musical encenado em Atenas? A história parece fantasia, mas é real. Jef Maarawi nasceu em São Paulo só aos 6 meses se mudou para a Grécia. “Meus pais têm origem grega”, conta ele. “Morei no Brasil apenas entre 2000 e 2002. Hoje moro sozinho por lá. Meus pais estão aqui em São Paulo.” O rapaz entrou para a carreira artística depois de levar um tombo. “Por ser gordinho, eu levei um tombo andando de skate aos 16 anos. Quebrei a bacia, fiquei imobilizado e, então, resolvi aprender a tocar violão.” Com 19 anos, seu professor o convidou para fazer o teste para uma peça infantil.

É legal interpretar o Shrek?
Sim, mas dá trabalho. O Shrek foi meu primeiro protagonista. Na Grécia, há muitas peças infantis encenadas durante a manhã. Os colégios levam classes inteiras para as apresentações. Fiquei em cartaz durante oito meses, até abril passado. Eu entrava no palco às 10 horas, todos os dias. Em algumas semanas, fazíamos oito apresentações. Houve vezes em que chegava um pouco atrasado para fazer a maquiagem porque tinha cantado na noite anterior…

O ator e músico Maarawi: crise na Grécia o fez levar três calotes de peças (Foto: Arquivo Pessoal)

O ator e músico Maarawi: crise na Grécia o fez levar três calotes de peças (Foto: Arquivo Pessoal)

Continua após a publicidade

Você tem uma banda?
Existe uma cena de rock cantado em inglês em Atenas. Eu tenho a banda Egg Hell, lançamos em CD inclusive.

A Grécia enfrenta uma crise econômica severa e o Brasil tem sofrido com inflação, desemprego…
O Brasil hoje se parece com a Grécia de 2007, quando a crise começou a avançar, com a diminuição dos empregos e o aumento da inflação. Lá, o desemprego atingiu 19% da população. No setor do teatro, também tivemos problemas. Em três casos, sofri calotes: de 2 000, 5 000 e 7 000 euros. Fiz trabalhos e não me pagaram. O Teatro Nacional, do governo, onde eu encenei Shrek, não tem problemas de pagamento. No entanto, eles congelaram os salários desde 2009. Para fazer o protagonista da peça, ganhei o equivalente a 2 500 reais por mês.

Pretende continuar na Grécia?
Irei para os Estados Unidos nesta semana para fazer uma série de testes. Minha namorada, que também é atriz, irá comigo.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.