Imagem Blog

O Sexo e A Cidade

Por Blog
Histórias, novidades e estratégias dos empresários do mercado erótico em São Paulo
Continua após publicidade

Sexo com robôs será mais comum do que entre humanos em 2050, diz estudo

Amor e desejo serão completamente desvinculados pela maioria da população. Saiba mais:

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
19 nov 2018, 15h19

Já ouviu falar na expressão “sextech”? Como a expressão em inglês dá a pista, trata-se de uma série de aparelhos tecnológicos dedicados ao prazer. De acordo com pesquisadores, será algo tão comum e corriqueiro como nosso inseparável celular. Recentemente, a loja erótica online Bondara encomendou um estudo ao renomado futurólogo britânico Ian Pearson. O resultado parece enredo de Black Mirror, aquela série futurista (maravilhosa) no Netflix.

Olha só as principais conclusões do estudo “The Joy of Future Sex” (“O Prazer do Sexo do Futuro”):

  • Em 2030, sexo virtual será tão comum quanto o consumo de pornografia.
  • Em 2035, a maioria das pessoas terá “sex toys” de realidade virtual, como robôs sexuais e o “combo” óculos de realidade virtual com macacão com sensores. Esse tipo de “brinquedinho” será bem comum nos lares de “ricos e famosos” já por volta de 2025.
  • Em 2050, robôs sexuais serão tão comuns quanto celulares são hoje em dia.
  • Em 2050, as pessoas vão fazer mais sexo com seus robôs do que com humanos.
  • Nos próximos vinte anos, os gastos com “itens de prazer” devem aumentar em 500%
  • Amor e tesão serão considerados sentimentos completamente diferentes com, digamos assim, “interações” acontecendo na maioria das vezes no mundo virtual.

E você? Prefere o sexo do futuro ou os “amantes à moda antiga”?

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.