Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Doze anos depois Dourado se arrepende de fala sobre “orgulho hétero” no BBB

Vencedor do reality postou vídeo nas redes sociais sobre momento em que rebateu Dicesar: "nenhum hétero morreu espancado até a morte por sua sexualidade"

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 17 fev 2022, 16h12 - Publicado em 17 fev 2022, 16h08

Marcelo Dourado, vencedor do BBB10, postou um vídeo nas redes sociais lembrando um dos momentos marcantes daquela edição do reality show, há 12 anos. O lutador recordou o momento em que rebateu Dicesar, que disse que “o mundo é gay” durante o confinamento.

+ Tiago Leifert retorna ao esporte em trabalho após saída da Globo

Dourado gritou contra o colega, dizendo ter “orgulho hétero” e sendo favorável a uma “resistência heterossexual”. “Não pretendo com esse vídeo a amizade nem a simpatia de ninguém, apenas reparar um erro histórico, reconhecer o meu erro, que pode ter sido interpretado como uma fala preconceituosa”, começa.

Ele afirma que não pensa mais da mesma forma. “Rola um vídeo meu de tempos em tempos na internet, onde eu falo “orgulho hétero” e “resistência heterossexual’, que foi dito dentro de um reality show, sob condições isoladas e específicas. Mas nada disso apaga o fato de que eu era um cara muito mais ignorante do que sou hoje. E eu não percebi ali na hora que a frase que o meu adversário falava, ‘o mundo é gay’, era uma frase de inclusão”, disse.

“Na minha cabeça limitada, eu pensava que era uma frase afirmativa, genérica. Eu não percebi a importância daquilo para as pessoas que estão envolvidas nessa comunidade e que são constantemente vítimas de violência, a resistência pertence as minorias, e nenhum hétero foi espancado até a morte por sua sexualidade, diferente da comunidade LGBTQIA+. No Brasil existem casos gravíssimos…. Ficar contra essas causas vai contra a história da minha família e contra o meu legado, de filho de refugiados.Todos devem ser respeitados igualmente”.

Continua após a publicidade

Dourado disse ainda que quer distância dos que torceram para ele se identificando com “preconceito”. “Quero nas minhas relações pessoas com empatia, que respeitem a dor do outro, mesmo a gente não entenda”.

Veja o vídeo:

View this post on Instagram

A post shared by 𝙈𝙖𝙧𝙘𝙚𝙡𝙤 𝘿𝙤𝙪𝙧𝙖𝙙𝙤 (@maktubdourado)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês