Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

Ela ‘saiu do armário’ para a família da forma mais inesperada possível

O momento em que um adolescente decide abrir o jogo para a família sobre sua sexualidade é sempre complicado. No caso de Katie, uma jovem de 16 anos do Colorado, Estados Unidos, a revelação ocorreu da maneira mais inusitada. E abrupta. + Namorado pede namorada em casamento usando tabuleiro de ‘Banco Imobiliário’ Ela se identifica […]

Por VEJASP
Atualizado em 26 fev 2017, 16h00 - Publicado em 28 set 2015, 19h37

armario

O momento em que um adolescente decide abrir o jogo para a família sobre sua sexualidade é sempre complicado. No caso de Katie, uma jovem de 16 anos do Colorado, Estados Unidos, a revelação ocorreu da maneira mais inusitada. E abrupta.

+ Namorado pede namorada em casamento usando tabuleiro de ‘Banco Imobiliário’

Ela se identifica como pansexual (indivíduo que é atraído por todo tipo de gênero) e nunca fez questão de tocar no assunto na sala de estar. Eis que – para surpresa dela própria – o caso veio à tona e, por causa de uma mensagem de celular em que ela explica o que ocorreu, virou um fenômeno na internet.

mensagem

 

Continua após a publicidade

A seguir, a tradução da mensagem:

– Talvez eu tenha acidentalmente saído do armário para toda a minha família da maneira mais terrível.

– Minha avó estava dizendo que gays vão para o inferno. Eu não queria ter que entrar na conversa, então comecei a sair lentamente da sala.

– Meu primo perguntou sobre onde eu estava indo.

– “Ao inferno, aparentemente”, eu respondi.

Continua após a publicidade

– O que foi que eu fiz??

Em entrevista ao Buzzfeed americano, ela explicou melhor o caso: era aniversário da avó e ela passou o dia inteiro com a família. Eu não costumava conversar com ela, mas sabia que ela é homofóbica. Então, estávamos todos sentados comendo bolo, quando começamos a falar sobre as eleições presidenciais e minha vó disse que ela votaria no Donald Trump. Meu primo argumentou que ele era anti-LGBT, e foi aí que minha vó respondeu que os ‘gays iriam ao inferno de qualquer maneira’.

Na internet, a jovem contou que, depois da revelação, se escondeu no banheiro e ouviu gritos na sala. “Como você deixou que sua filha se tornasse gay?”, a avó perguntou. Pouco tempo depois, a mãe conversou com a filha e garantiu que ficaria do lado dela, em qualquer circunstância.

Deixe seu comentário e aproveite para curtir nossa fanpage no Facebook.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de 49,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.