Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Pop! Pop! Pop! Por Blog Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais

Adolescentes russas são eletrocutadas enquanto tentam tirar “selfie perfeita”

Nem sempre as loucuras por uma selfie perfeita compensam – não importa quantos likes você possa ter. Foi essa a lição que as russas Olesya Belmasova e Anastasiya Kirillova, ambas de 16 anos, aprenderam nesta sexta-feira (12), ao serem eletrocutadas no topo de um trem ao tentarem tirar uma foto com um celular (sim, você […]

Por Alessandra Freitas Atualizado em 26 fev 2017, 16h01 - Publicado em 12 jun 2015, 19h14

A adolescente Olesya Belmasova e Anastasiya Kirillova

Nem sempre as loucuras por uma selfie perfeita compensam – não importa quantos likes você possa ter. Foi essa a lição que as russas Olesya Belmasova e Anastasiya Kirillova, ambas de 16 anos, aprenderam nesta sexta-feira (12), ao serem eletrocutadas no topo de um trem ao tentarem tirar uma foto com um celular (sim, você leu certo).

+ Filmagem aérea de casamento termina de maneira “trágica”.

Um funcionário da estação ferroviária de Taganrog, local do acidente, chegou a presenciar o ocorrido. Ele se aproximou das meninas para ver o que elas estavam fazendo em cima do trem, mas antes de repreendê-las, veio o susto: “Elas explodiram e foram jogadas ao chão, como se milhares de volts de eletricidade fossem atirados nelas”, contou a testemunha ao jornal inglês Independent. O funcionário também afirmou ao tabloide que “uma delas ficou completamente escurecida e a outra estava em chamas”.

Os relatos apurados pela polícia local indicam que as adolescentes tentaram subir em um suposto velho vagão de carga, mas não notaram que ele estava em uso e com a carga elétrica ativada. Segundo o porta-voz do órgão, a intenção das garotas era mesmo tirar uma selfie.

+ “Desafio do Umbigo” é a nova onda na internet para calcular o próprio peso

Continua após a publicidade

“Elas queriam tirar algumas fotos do topo do vagão-tanque, mas foram feridas por uma corrente elétrica de alta tensão”, confirmou o policial.

Logo após o acidente, as adolescentes foram levadas a um hospital, apresentando fraturas graves e mais de 70% de queimaduras pelo corpo.

Anastasiya conseguiu falar para dar entrevista ao Independent. “Nós subimos em cima do vagão-tanque e, então, eu ouvi um barulho muito alto. Caímos e fomos parar no chão. Meu cabelo estava em chamas e eu senti muita dor”, disse.

+ Homem transforma osso de sua perna em anel de noivado da esposa

Infelizmente, esse não foi o único acidente grave causado pela famosa selfie. No último mês, a romena Anna Ursu, de 18 anos, morreu após ser eletrocutada em cima de um trem enquanto testava o ângulo para uma foto. Outra russa, de 21 anos, também foi vítima da nova febre: a jovem acidentalmente atirou na sua própria cabeça (sério), depois de posar para uma selfie com uma arma. 🙁

Você acha que a obsessão pela selfie perfeita já foi longe demais ou esses foram incidentes isolados? Deixe sua opinião nos comentários!

Continua após a publicidade
Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês