Imagem Blog

Pop! Pop! Pop!

Por Blog
Cultura pop, TV e o que repercute nas redes sociais
Continua após publicidade

“Regina Casé é uma farsa”, acusa mãe de dançarino assassinado do programa “Esquenta”

“Regina Casé é uma farsa, uma mentirosa!”, acusou Maria de Fátima Silva, mãe de Douglas Rafael da Silva Pereira, o DG, dançarino do Esquenta, programa da Rede Globo. O rapaz foi morto em abril após uma ação da polícia na comunidade do Pavão-Pavãozinho, em Copacabana. “Depois de 72 horas do assassinato do meu filho, praticamente me […]

Por VEJA SP
Atualizado em 26 fev 2017, 20h13 - Publicado em 23 nov 2014, 14h17
Mãe do dançarino DG acusa a apresentadora do "Esquenta" de sensacionalismo e manipulação (Foto:  Antônio Cruz/ Agência Brasil)

Mãe do dançarino DG acusa a apresentadora do “Esquenta” de sensacionalismo e manipulação (Foto: Antônio Cruz/ Agência Brasil)

Regina Casé é uma farsa, uma mentirosa!”, acusou Maria de Fátima Silva, mãe de Douglas Rafael da Silva Pereira, o DG, dançarino do Esquenta, programa da Rede Globo. O rapaz foi morto em abril após uma ação da polícia na comunidade do Pavão-Pavãozinho, em Copacabana.

“Depois de 72 horas do assassinato do meu filho, praticamente me tiraram da cama, colocaram minha família toda na van e nos levaram no Projac (estúdios da Globo no Rio) porque seria importante a gente participar do Esquenta“, disse Maria de Fátima durante um debate da Semana de Reflexões sobre Negritude, Gênero e Raça em Brasília, na quinta (20), Dia da Consciência Negra, em Brasília.

+ Ex-modelo luta para vencer a dependência do crack

Segundo ela, a apresentadora e sua produção orientaram a família a responder apenas o que fosse perguntado. “Proibiram a gente de falar que a polícia era culpada”, acusou Maria. A mãe do dançarino também reclamou do tratamento nos bastidores. “Ficamos confinados em uma salinha, ofereceram uma comida horrível, um feno. Além disso, perguntaram se eu queria fazer as unhas e o cabelo. Eu tinha acabado de enterrar meu filho, como ia querer isso?!”

Continua após a publicidade

Depois da participação no programa, Maria de Fátima e a família seguiram para a praça de alimentação do Projac, estúdio da Globo no Rio, para jantar. “Estávamos morrendo de fome e quisemos comer um lanche, pago do nosso próprio bolso. Mas fomos expulsos de lá”, disse.

Ressentida, ela disse que a apresentadora ficou de procurá-la para dar apoio após a morte de DG, mas isso nunca aconteceu. “Regina é uma cretina e fez um programa sensacionalista, para ganhar audiência com o meu choro no ar”, disparou.

Jean Wyllys, vencedor do Big Brother Brasil e hoje deputado federal pelo PSOL do Rio de Janeiro,  também participava do debate e aplaudiu o desabafo de Maria de Fátima.

+ Confira as principais notícias da cidade

Continua após a publicidade

Veja o desabafo de dona Maria de Fátima a partir de 2h05:

[youtube https://www.youtube.com/watch?v=u9Ha0uNGG1o?feature=oembed&w=500&h=281%5D

 

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.