Imagem Blog

Filmes e Séries - Por Mattheus Goto

Um guia com críticas, notícias, entrevistas e eventos sobre as estreias da semana no cinema e no streaming
Continua após publicidade

Com Anne Hathaway e Jessica Chastain, ‘Instinto Materno’ poderia ser mais camp

Filme em cartaz nos cinemas alcança proporções inesperadas, de uma forma tão extrema que cria situações involuntariamente cômicas

Por Mattheus Goto
29 mar 2024, 06h00

✪✪✪ Anne Hathaway e Jessica Chastain estão de volta às telonas com o suspense Instinto Materno. Elas dão vida a Celine e Alice, respectivamente, vizinhas cuja amizade é colocada à prova quando o filho de uma delas sofre um acidente fatal.

Esse acontecimento desequilibra o convívio das famílias, que acreditavam ter vidas perfeitas, em um retrato tipicamente norte-americano dos anos 60. Uma sequência de conflitos envolvendo ego, morte e maternidade mostra que se tratava de um castelo de cartas.

O filme, inspirado em livro homônimo da escritora belga Barbara Abel, lançado em 2002, marca a estreia na direção do francês Benoît Delhomme, conhecido por seu trabalho como diretor de fotografia em A Teoria de Tudo e Os Infratores.

A obra original foi adaptada pela primeira vez para o cinema pelo diretor belga Olivier Masset-DePasse, em 2018. esse tempo de maturação da história, desde o lançamento da obra original até o remake hollywoodiano, fica perceptível, com algumas cenas truncadas.

As atrizes principais dão o seu melhor para tentar fazer o roteiro fluir e se entregam à violência e à loucura das personagens. A trama alcança proporções inesperadas, de uma forma tão extrema que cria situações involuntariamente cômicas. O final chega até a ser irônico de tanta coincidência.

Continua após a publicidade

Tudo isso é, justamente, a definição da filósofa americana Susan Sontag (1933-2004) para a palavra “camp”, estilo exagerado e irônico, que ela definiu como “uma seriedade que falha”.

Anne Hathaway é a que mais se destaca por trazer essa conotação ao longa. A direção e a trilha sonora poderiam ter bebido um pouco mais dessa água, sem se levar tão a sério, para tornar a experiência do espectador mais divertida.

Publicado em VEJA São Paulo de 29 de março de 2024, edição nº 2886

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.