Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Renata Vasconcellos e William Bonner são intimados a depor em delegacia

Caso é relacionado a suspeita de "rachadinhas" envolvendo Flávio Bolsonaro e Fabrício Queiroz

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 4 dez 2020, 20h38 - Publicado em 4 dez 2020, 20h36

A Polícia Civil do Rio de Janeiro intimou os jornalistas William Bonner e Renata Vasconcellos, do Jornal Nacional, a depor por suposto crime de desobediência. O caso ocorre após uma decisão judicial proibir a Globo de publicar novas informações sobre a investigação do caso das “rachadinhas” no gabinete de Flávio Bolsonaro, quando o senador era deputado estadual no Rio.

O caso envolve o filho do presidente e Fabrício Queiroz, seu ex-assessor. A TV Globo foi proibida de publicar informações sigilosas sobre as investigações.

Os mandados de intimação foram emitidos na quarta-feira (2), de acordo com o UOL. Ambos devem comparecer à sede de uma delegacia na Zona Norte do Rio na próxima quarta-feira (9).

A decisão judicial que impediu que a Globo publique reportagens que mostrem documentos sigilosos da investigação ocorreu após a defesa de Flávio Bolsonaro realizar um pedido na Justiça. Na ocasião, a Globo afirmou que a decisão é um cerceamento à liberdade de informar.

 

 

Continua após a publicidade

Publicidade