Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Uso de máscaras contra coronavírus será obrigatório em trens e metrô de SP

Secretário de Transportes Metropolitanos disse que governo vai entregar proteção aos passageiros por sete dias antes de exigir uso obrigatório

Por Redação VEJA São Paulo 28 abr 2020, 09h24

O governo de São Paulo vai tornar obrigatório o uso de máscaras no sistema de trens da CPTM e Metrô da capital, segundo anunciou o secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, nesta segunda-feira (27). As informações são do site G1.

A medida deve ser adotada após uma semana de distribuição gratuita de máscaras para os passageiros. O uso de máscara já é obrigatório no sistema de transporte de Guarulhos.

Assine a Vejinha a partir de 6,90.

O secretário disse, em sua conta no Twitter, que o governo está “buscando a viabilidade para entregar máscaras a todos os passageiros do sistema por 7 dias” e que, após este período “o acesso somente será permitido por pessoas utilizando máscaras.” Baldy destacou que o uso da proteção já é recomendado em todo o estado.

O governo não informa quando deve começar a distribuição das máscaras, mas que estuda “a viabilidade de implementar a medida nos próximos dias”.

Assine a Vejinha a partir de 6,90.

O governo promete ainda reforçar os procedimentos de higienização dos trens do Metrô e da CPTM e cobrar limpeza nos ônibus da EMTU. Baldy mencionou ainda um esforço para repor materiais de higiene nos banheiros das operações. “Os que puderem, nos ajudem a fiscalizar”, pediu o secretário.

  • Continua após a publicidade
    Publicidade