Continua após publicidade

Tarcísio obtém dois direitos de resposta na propaganda eleitoral de Haddad

Ações envolvem áudio de Roberto Jefferson e participação do candidato do Republicanos em missão da ONU no Haiti

Por Redação VEJA São Paulo Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
27 out 2022, 20h59

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) concedeu nesta quinta-feira (27) dois direitos de resposta do candidato ao Governo de São Paulo Tarcísio de Freitas (Republicanos) na propaganda eleitoral em rádio de seu adversário, Fernando Haddad (PT).

+ Após decisão judicial, SP dará passe livre em trens e metrô nas eleições

Uma das ações envolve a divulgação de um áudio do ex-deputado Roberto Jefferson (PTB) com ofensas à ministra Cármen Lúcia, do Supremo Tribunal Federal, no bloco do petista. A decisão foi unânime pela corte paulista.

O juiz relator Regis de Castilho Barbosa Filho determinou que “embora o conteúdo reproduzido seja condizente com o originário, o que não é alvo de insurgência na representação, há severos indícios de que as assertivas empreendidas a respeito ultrapassaram os limites legais”.

“Ademais, fazem reverberar tal conteúdo extremamente reprovável, cuja reprodução e preservação na grade de propaganda acarretaria como consequência a propagação ilegal de tão graves atentados à imagem do Poder Judiciário e à honorabilidade, inclusive sob as luzes femininas do seu exercício, de Ministra do E. Supremo Tribunal Federal e do C. Tribunal Superior Eleitoral”, concluiu.

Continua após a publicidade

O direito de resposta do candidato do Republicanos nas emissoras de rádio deverá ser “em tempo igual ao da ofensa, porém não inferior a um minuto”.

+ Tiros em Paraisópolis: cinegrafista relata pressão de equipe de Tarcísio

Na mesma sessão, outra peça foi contestada, em que a propaganda “realiza uma correlação espúria e sabidamente inverídica entre os abusos sexuais ocorridos na missão brasileira no Haiti e a presença do candidato representante na missão”, segundo a juíza auxiliar Maria Cláudia Bedotti.

Por unanimidade, o TRE-SP acolheu representação para conceder direito de resposta de Tarcísio às quatro inserções de rádio com o conteúdo feitas na quarta-feira (26). A juíza determinou a suspensão imediata da veiculação da propaganda e decidiu que a resposta deverá ser divulgada em tempo igual ao da ofensa, mas não inferior a um minuto.

Continua após a publicidade

Sexta-feira (28) será o último dia de veiculação da propaganda em rádio e televisão.

+ Assine a Vejinha a partir de 9,90.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.