Morador da capital, sobrevivente de Hiroshima lança livro

O japonês Takashi Morita, de 93 anos, narra as cenas de horror que viveu em 1945

Quem vê este senhor sentado em frente a sua mercearia, no número 1744 da Avenida Jabaquara, não supõe que ele é testemunha de um dos principais episódios do século XX. Em 1945, Takashi Morita tinha 21 anos quando os Estados Unidos lançaram uma bomba atômica em Hiroshima, no Japão, no fim da II Guerra Mundial. Ele estava a 1 quilômetro do epicentro da explosão, que fulminou 80 000 pessoas. Morita mudou-se para São Paulo em 1956 e hoje, aos 93 anos, acaba de lançar o livro A Última Mensagem de Hiroshima (Universo dos Livros, 200 páginas, 39,90 reais), no qual relata o horror que viveu.

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s