Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Sérgio Hondjakoff, o ‘Cabeção’, nega que estava internado em cárcere privado

Informação foi divulgada após operação do Ministério Público

Por Redação VEJA São Paulo Atualizado em 5 ago 2021, 15h22 - Publicado em 5 ago 2021, 14h57

O ator Sérgio Hondjakoff estaria internado em uma clínica de reabilitação em Pindamonhangaba acusada de manter os pacientes em cárcere privado, de acordo com o Ministério Público. Sergio, no entanto, negou o episódio na tarde desta quinta (5).

A clínica que foi fechada contava com 46 pacientes que faziam tratamento para uso de drogas. O artista de 36 anos é conhecido pelo seu papel como o personagem ‘Cabeção’ na Malhação, da TV Globo.

A operação ocorreu após denúncias de maus tratos e cárcere privado na quarta-feira (4). Os pacientes eram trancados em quartos sem chave e tinham contato limitado com a família, de acordo com o MP.

“Estou gravando esse vídeo para desmentir mais um boato que saiu na internet a meu respeito, que eu estava internado em uma clínica em cárcere privado. Não, mentira”, disse o ator, em um post no Instagram. “Eu estou aqui com a minha mãe em Resende [Rio de Janeiro], desmentindo esse boato”.

Confira:

View this post on Instagram

A post shared by Serginho Hondjakoff (@serginhohondjakoff)

 

  • Continua após a publicidade
    Publicidade