Continua após publicidade

São Paulo tem programação especial para conscientização sobre autismo

Nesta terça-feira (4), pais participam de roda de conversa sobre o tema

Por Agência Brasil
Atualizado em 4 abr 2023, 13h10 - Publicado em 4 abr 2023, 13h05

Na semana em que se celebra o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, em 2 de abril, a prefeitura de São Paulo promove uma série de atividades para esclarecer a população sobre o transtorno do espectro autista (TEA). Os eventos ocorrem em todas as regiões da cidade.

+ Como fica o rodízio de carros em São Paulo no feriado de Páscoa

Na zona norte, o Centro Especializado em Reabilitação (CER) II Tucuruvi faz hoje (4) uma roda de conversa com os pais para desmistificar estigmas e preconceitos em relação ao diagnóstico. Ao longo do dia, os pacientes participam de oficina de fantoches para trabalhar a criatividade e estimular a concentração, além de pintura no rosto e nas mãos, culinária com chocolate e circuito lúdico na piscina.

A equipe especializada destaca que essas ações incentivam o desenvolvimento multissensorial, a fala, a comunicação, a coordenação motora e as habilidades cognitivas, sociais e emocionais.

Nesta quarta-feira (5), a programação será no Teatro da Universidade Católica (Tuca) onde ocorre o 2º Encontro de Integração da Escola Municipal de Saúde da Secretaria Municipal da Saúde com a Faculdade de Ciências Humanas e da Saúde (FACHS) da Pontifícia Universidade Católica (PUC). Com 550 vagas, a proposta é qualificar profissionais da rede de atenção do município, tanto da saúde, como da educação.

Continua após a publicidade

Na região central, o CER III Sé realiza nesta quinta-feira (6) a Caminhada Inclusiva para a sensibilização sobre o tema. Além disso, ao longo do mês, a unidade promove, todas as quintas, palestras com o tema Mais ações, menos preconceito para familiares e cuidadores.

Atendimento

De acordo com a prefeitura, as Unidades Básicas de Saúde (UBSs) são porta de entrada para atendimento de pessoas autistas na capital paulista. As unidades funcionam articuladas com o CERs e os Centros de Atenção Psicossocial (Caps) voltados ao acolhimento e tratamento. Segundo os dados da Coordenação de Epidemiologia e Informação (Ceinfo) da prefeitura, em 2022, 14.296 pacientes com diagnósticos de transtorno do espectro autista foram atendidos nos CERs e nos Caps de São Paulo.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.