Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Rosas de Ouro conta a trajetória de Roberto Justus

Enredo deste ano tem o empresário como inspiração

Por Bruna Gomes Atualizado em 5 dez 2016, 17h26 - Publicado em 2 fev 2012, 17h10

“O Reino dos Justus”

Compositores: Léo do Cavaco, Rogério Morgado, Leonardo Lima, Eric Lisboa, Luciano Godoi e Cleverson Japa

“O vento sopra magia,

Vem viajar na imaginação.

Era uma vez, um reino abençoado

Onde imperava a igualdade,

Justiça e liberdade.

Em seus jardins, brotava a mais bela flor

E a rosa encantada, o lindo cenário enfeitou.

Às margens de um rio, o esplendor de um brasão

É meu orgulho, minha tradição

Sou mais um guerreiro nessa multidão.

As damas da corte num doce bailar,

Exuberância sem igual.

Ao som de violinos

Continua após a publicidade

Um grande cortejo real.

Hei de lutar por minha bandeira

E defender meu ideal,

Mas a tirania trouxe a invasão

Na luta do bem contra o mal.

Buscando a felicidade,

A esperança cruzou o mar

E no Brasil, um ser de luz nasceu para brilhar

Um lindo conto assim se fez, Justus o menino rei

Hoje… a sua história é inspiração,

Vou coroar essa conquista

Honrando as cores do meu pavilhão

É mais que um caso de amor

Rosas de ouro, razão do meu viver.

Trazendo a Hungria no coração

E o sonho de ser campeão!”

Continua após a publicidade
Publicidade