Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Protestos contra cortes na educação geram mobilização no Twitter

Internautas compartilharam montagem com a palavra "greve", seguida pelo nome de um poeta brasileiro

Por Redação VEJA São Paulo 15 Maio 2019, 10h52

Os protestos contra os corte no orçamento do Ministério da Educação (MEC) anunciados pelo presidente Jair Bolsonaro motivaram uma mobilização no Twitter.

Na rede social, vários internautas compartilharam uma montagem com a palavra “greve” junto com a hashtag “Augusto de Campos”, poeta brasileiro considerado um dos principais representantes do concretismo. O assunto está entre os mais comentados no Twitter no Brasil.

Segundo o G1, universidades e instituições de vinte estados aderiram à paralisação marcada para esta quarta-feira (15). O Ministério da Educação não descarta realizar mais bloqueios no orçamento da pasta.

Continua após a publicidade

Publicidade