Clique e assine por apenas 5,90/mês

SP vai virar um forno: mês termina quente e pode ter novo recorde de calor

Ar seco e quente ganha força nos últimos dias de setembro

Por Redação VEJA São Paulo - Atualizado em 25 set 2020, 00h22 - Publicado em 24 set 2020, 12h00

Nesta quinta-feira (24), o ar seco e quente irá ganhar força sobre o centro-sul do país, inclusive sobre o estado de São Paulo. Segundo o Climatempo, o tempo continuará aberto no restante do dia, mas uma névoa pode aparecer pelo fim da tarde, escondendo o sol e provocando queda de temperatura. Por isso, a amplitude térmica será grande. 

Nos próximos dias, as temperaturas vão subir para além dos 30°C durante as tardes no estado. O interior paulista contará também com um sol forte durante esse período do dia. 

Ainda segundo o Climatempo, não há mais previsão de chuva para nenhuma região de São Paulo. A tendência é de que, no final de semana, o tempo fique ainda mais seco e quente. Nos últimos três dias de setembro, ou nos três primeiros dias de outubro, os metereologistas não descartam a chance de o estado ter um novo recorde de calor, superando os 34,1°C em 12 de setembro.

Veja como fica a temperatura nos últimos dias de setembro, segundo o Climatempo, para a cidade de São Paulo. 

Quinta-feira (24): Sol com algumas nuvens, mas sem chuva. Mínima de 15ºC e máxima de 27ºC

Continua após a publicidade

Sexta-feira  (25): Sol com algumas nuvens, mas sem chuva. Mínima de 15ºC e máxima de 29ºC

Sábado (26): Sol com algumas nuvens, mas sem chuva. Mínima de 15ºC e máxima de 32ºC

Domingo (27): Sol com algumas nuvens, mas sem chuva. Mínima de 17ºC e máxima de 34ºC

Segunda-feira (28): Sol com algumas nuvens durante o dia. Durante a noite, mais nuvens, mas sem chuva. Mínima de 20ºC e máxima de 33ºC

Terça-feira (29): Sol o dia inteiro sem nuvens no céu. Noite o tempo continua aberto. Mínima de 14ºC e máxima de 29ºC

Quarta-feira (30): Sol o dia inteiro sem nuvens no céu. Noite o tempo continua aberto. Mínima de 16ºC e máxima de 37ºC

+Assine a Vejinha a partir de 6,90 

Continua após a publicidade
Publicidade