Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Prefeitura desengaveta proposta de boulevard na Paulista

Ideia é requalificar espaço, implantar bancas de vendas de orgânicos e atividades socioculturais na região; acordo pode durar 30 anos

Por Clayton Freitas 5 Maio 2022, 13h42

A Prefeitura de São Paulo ressuscitou a proposta de criar um boulevard na avenida Paulista, no trecho que engloba as alamedas Rio Claro, das Flores (exclusiva para pedestres) e rua São Carlos do Pinhal, na Bela Vista, região central da capital.

+PF apreende R$ 23 milhões em ouro no interior de São Paulo

Em publicação do Diário Oficial da Cidade do último sábado (30), a administração municipal abriu um chamamento público para entidades interessadas em implantar e fazer a manutenção do espaço pelo período de até 30 anos.

O projeto arquitetônico é de autoria da Levisky Arquitetos/Estratégia Urbana, o mesmo responsável pelo projeto urbano da maior montanha-russa a ser implantada na América Latina, no parque Cândido Portinari.

O projeto é denominado “Sua Rua” e deve abarcar uma área de 9 850 metros quadrados. Nesse espaço, deve ser implantado ao menos 37 quiosques ou bancas de mercado de orgânicos e alimentação. A entidade escolhida para gerir o espaço também deve cuidar da manutenção completa do espaço, o que inclui até fornecer acesso gratuito à internet.

+São Paulo tem madrugada mais fria do ano; veja como ficam os próximos dias

Ele consiste em trocar a pavimentação; melhorar a iluminação pública (está previsto o aterramento da fiação aérea); mobiliários urbanos tais como bancos, mesas e cadeiras; e projeto de paisagismo, que consiste, entre outros, o plantio de centenas de árvores. “O objetivo é ampliar a mobilidade ativa no espaço público, bem como oferecer experiências e estímulos sensoriais, artísticos, alimentares e culturais para o público em geral”, afirma a prefeitura no edital.

Continua após a publicidade

Ainda há a previsão de redução de velocidade de veículos no trecho, projeto semelhante ao “traffic calming”, tal como ocorre atualmente na rua Avanhandava, no Bixiga. A proposta prevê que tudo deve ser bancado pela iniciativa privada e a maior parte das intervenções ocorra dez meses após a assinatura do contrato.

+HCor é condenado por racismo e perseguição contra enfermeira

Essa não é a primeira vez que a prefeitura tenta tirar do papel as belas propostas constantes no projeto. Em abril de 2019, uma primeira proposta de acordo de cooperação chegou a ser firmado com a única associação interessada à época, a São Paulo Capital da Diversidade. O acordo foi firmado sete meses depois.

Em outubro de 2021, a prefeitura recebeu nova proposta da associação, e o acordo foi rescindido de forma amigável no mês seguinte, em novembro. Esse novo termo previa um túnel entre a rua São Carlos do Pinhal, entre a alameda Rio Claro e rua Itapeva. A proposta, porém, foi alvo de questionamento judicial.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Para entender e curtir o melhor de SP, Veja São Paulo. Assine e continue lendo.

Impressa + Digital

Plano completo da VejaSP! Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

Receba semanalmente VejaSP impressa mais acesso imediato às edições digitais no App Veja, para celular e tablet.

a partir de R$ 19,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

Resenhas dos melhores restaurantes, bares e endereços de comidinhas de São Paulo.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)