Continua após publicidade

PM é preso por suspeita de participação em chacina de Carapicuíba

Quatro jovens foram assassinados em frente a pizzaria onde trabalhavam 

Por Estadão Conteúdo
Atualizado em 5 dez 2016, 12h02 - Publicado em 24 set 2015, 13h32

Um policial militar foi preso sob suspeita de participar de uma chacina que deixou quatro mortos na frente de uma pizzaria em Carapicuíba, na Grande São Paulo, na madrugada do último sábado (19).

Quatro jovens são mortos em chacina em Carapicuíba

Os jovens mortos tinham entre 16 e 18 anos e trabalhavam como entregadores na pizzaria. Testemunhas disseram que estavam na porta esperando outras colegas para irem embora juntos, quando os criminosos apareceram. Nenhuma das vítimas tinha passagem criminal.

Na segunda-feira (24), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), não descartou a hipótese de o ataque estar relacionado com a maior chacina da história do estado, que deixou 19 mortos e cinco feridos, em Osasco e em Barueri, no dia 13 de agosto. No entanto o governador afirmou que ainda não há “fato que comprove” a correlação entre os crimes.

Continua após a publicidade

+ Confira as últimas notícias

Até o momento, Fabrício Emmanuel Eleutério, que também é PM e cumpria funções administrativas nas Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), é o único preso pelas execuções em Osasco e Barueri.

O nome dele aparece em investigações de pelo menos 34 assassinatos. Em maio, o policial militar Walter Pereira da Silva Junior e o ex-PM Rodney Dias dos Santos foram presos após investigações da chacina na sede da Pavilhão 9, torcida organizada do Corinthians, onde oito pessoas foram executadas.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Para curtir o melhor de São Paulo!
Receba VEJA e VEJA SP impressas e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.
Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique.

Assinando Veja você recebe semanalmente Veja SP* e tem acesso ilimitado ao site e às edições digitais nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.
*Para assinantes da cidade de São Paulo

a partir de R$ 39,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.