Clique e assine por apenas 5,90/mês

Planos de saúde estão obrigados a cobrir 21 novos procedimentos

Exames de sangue que auxiliam no diagnóstico da dengue estão na lista que vale a partir deste sábado (2) e inclui ainda mais um medicamento para o tratamento de câncer 

Por Estadão Conteúdo - Atualizado em 5 dez 2016, 11h45 - Publicado em 2 jan 2016, 14h44

A partir deste sábado (2), os planos de saúde estão obrigados a cobrir 21 novos procedimentos, entre eles o teste rápido para diagnosticar dengue. Além disso, houve a ampliação do número de consultas com fonoaudiólogo, nutricionistas, fisioterapeutas e psicoterapeutas, por exemplo.

Segundo a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), o rol é uma lista de tratamentos de cobertura obrigatória pelos planos de saúde, baseada nas doenças classificadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

+ Primeira vacina contra a dengue é liberada no Brasil

Ainda estão na lista o implante de monitor de eventos (Looper) utilizado para diagnosticar perda da consciência por causas indeterminadas, o implante de cardiodesfibrilador multissítio, que ajuda a prevenir morte súbita, o implante de prótese auditiva ancorada no osso para o tratamento das deficiências auditivas, além do Enzalutamida, medicamento oral para tratamento do câncer de próstata.

Todos os novos procedimentos de cobertura obrigatória estão disponíveis no site da ANS.

+ Pergunte ao Doutor: doar sangue faz bem?

Continua após a publicidade
Publicidade